Coluna: Palmeiras veta saída de Keno e condiciona venda de Dudu

Yahoo Esportes
<em>Dudu pode sair mediante “fato novo” no Palmeiras (Fernando Dantas/Gazeta Press)</em>
Dudu pode sair mediante “fato novo” no Palmeiras (Fernando Dantas/Gazeta Press)

“Não vamos vender o Keno!” A frase é de um braço direito do presidente palmeirense Maurício Galiotte, descartando a possibilidade de o atacante ser negociado com o Al Nassr, da Arábia Saudita. O Verdão também garante os árabes não fizeram proposta para comprá-lo. “Um empresário nos procurou perguntando se emprestaríamos. E a gente vetou qualquer acordo.”

Se Keno não sai, Dudu tem chance de ser negociado. É que o Changchun Yatai, da China, tem feito enorme pressão para levar o capitão do Palmeiras desde o ano passado. A última oferta, de € 13 milhões (R$ 51,4 milhões), já foi recusada, mas Dudu ficou balançado com a oferta de R$ 1,3 milhão por mês de salário.

“O Dudu só vai ser vendido se aparecer um fato novo”, explica o parceiro de Galiotte, sem dar pistas do que pode ser tal novidade. E aí surgem duas especulações: um aumento considerável na oferta dos chineses ou a contratação de Ricardo Goulart. O curioso é que Goulart custaria aproximadamente 15 milhões de euros, cifra que pode ser obtida com Dudu.

Em negociação:
O Palmeiras procurou o Fluminense nas últimas horas para oferecer uma compensação por Gustavo Scarpa. Embora não admita publicamente, o clube carioca ficou de pensar na possibilidade de escolher dois ou três jogadores.

Cadê o pagamento?
O Fluminense assegurou na semana passada que pagou tudo o que devia a Scarpa. Porém, o Blog apurou que o Tricolor ainda deve parte dos quatro meses de direito de imagem – o clube quitou os seis meses de FGTS e o 13º salário de 2016 e 2017.

Força da Fiel
O protesto da Fiel torcida nas redes sociais pesou mais do que a vontade da comissão técnica em ter que Gilberto. Tanto que Alessandro Nunes, gerente alvinegro, descartou o atacante nesta tarde.

Quase certo:
Alessandro já havia acertado salário e tempo de contrato com o empresário de Gilberto. O ex-são-paulino fecharia por duas temporadas e teria um salário equivalente à metade do que ganhava Jô, vendido ao Nagoya Grampus.

Filme queimado:
Não é só Gilberto que foi rejeitado pela torcida. Santistas têm se mobilizado nas redes sociais contra a chegada de Rafael Marques, do Cruzeiro. A alegação é de que o atacante zombava a falta de torcida do Peixe enquanto defendia o Palmeiras.

Maratona no Canindé:
O estádio da Lusa receberá nesta quarta-feira dois jogos: a Portuguesa Santista a partir das 15h, pela Série A-3, e a Portuguesa às 20h, diante do Batataes, pela Série A-2. O time de juniores também fez três partidas desde sexta, todas pela Copa São Paulo de juniores.

Clássico à vista:
O duelo entre Portuguesa e Palmeiras, pelas quartas de final da Copinha, também pode ser no Canindé. De acordo com a Federação Paulista, a tendência é de que o jogo ocorra na sexta, com horário indefinido.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui:

Leia também