COI volta a cobrar o uso de máscaras por atletas

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO****SÃO PAULO / SÃO PAULO / BRASIL -13 /08/20 -  Movimento #EuCuido. O Movimento #EuCuido está fabricando máscaras de tecido para ajudar no combate à pandemia d do novo coronavírus. A produção é feita por integrantes de 22 famílias em situação de vulnerabilidade, imigrantes e refugiadas, e 24 detentas do presídio feminino do Butantã. ( Foto: Karime Xavier / Folhapress) .
***ARQUIVO****SÃO PAULO / SÃO PAULO / BRASIL -13 /08/20 - Movimento #EuCuido. O Movimento #EuCuido está fabricando máscaras de tecido para ajudar no combate à pandemia d do novo coronavírus. A produção é feita por integrantes de 22 famílias em situação de vulnerabilidade, imigrantes e refugiadas, e 24 detentas do presídio feminino do Butantã. ( Foto: Karime Xavier / Folhapress) .

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Pelo segundo dia consecutivo, o COI (Comitê Olímpico Internacional) alertou para a obrigatoriedade do uso de máscaras e o distanciamento social, duas das mais importantes regras de prevenção à Covid-19 previstas para Tóquio-2020 —a última é a utilização do álcool em gel.

No sábado, a cobrança veio em seguida à cerimônia de abertura, na sexta (23), quando membros de delegações foram vistos sem o item de proteção, inclusive as duplas de porta-bandeiras de Quirguistão e Paquistão, como assinalado pelo site Inside The Games.

Neste domingo, o incômodo deve-se ao momento do pódio. Em especial, na natação, atletas foram vistos com nariz e boca descobertos em meio a abraços de comemoração por suas medalhas.

Foi o caso de todas as 12 nadadoras dos 4x100 m livre, de Austrália, Canadá e EUA. E também dos três medalhistas dos 400 m medley, com os americanos Chase Kalisz e Jay Litherland, em primeiro e segundo lugar, respectivamente, que chegaram a se abraçar, e o australiano Brendon Smith —todos sem máscara.

Os atletas podem tirar a máscara por apenas 30 segundos, no momento da foto.

"Gostaríamos que todos obedecessem às regras. Não é algo que estamos pedindo, é obrigatório, para os atletas e todos os envolvidos", lembrou Mark Adams, porta-voz da presidência do COI, como publicou o Inside The Games.

"Esse é um recado forte para que todos, por favor, sigam as regras. Entendemos a empolgação e lamentamos pelos atletas, mas infelizmente temos de manter as regras rígidas. É do nosso interesse e de todo mundo."

No dia anterior, o comitê ameaçou punir quem desrespeitasse as regras, mas, da mesma forma, não nomeou quem provocou a manifestação oficial nem esclareceu quais medidas poderiam ser adotadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos