COI não tem data limite para decidir sobre os Jogos Olímpicos

AFP
O presidente do Comitê de Coordenação de Tóquio, John Coates, e o presidente de Tóquio-2020, Yoshiro Mori, durante entrevista coletiva em 14 de fevereiro na capital japonesa
O presidente do Comitê de Coordenação de Tóquio, John Coates, e o presidente de Tóquio-2020, Yoshiro Mori, durante entrevista coletiva em 14 de fevereiro na capital japonesa

O presidente do Comitê Olímpico Australiano, John Coates, afirmou que o Comitê Olímpico Internacional (COI) não estabeleceu uma data limita para um possível cancelamento dos Jogos de Tóquio e que, no momento, os preparativos continuam de acordo com o programado.

No Japão aumenta o ceticismo sobre a celebração dos Jogos Olímpicos no contexto da pandemia de COVID-19, mas o COI não altera a agenda e programou uma reunião para esta terça-feira para, oficialmente, "preparar uma troca de informações" com as federações internacionais e o os atletas, cada vez mais preocupados.

No fim de fevereiro, o canadense Dick Pound, membro do COI, declarou que a decisão sobre os Jogos Olímpicos seria tomada em dois ou três meses.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Mas o presidente do Comitê Olímpico Australiano, John Coates, que preside a Comissão de Coordenação dos Jogos Olímpicos 2020, rebateu Pound.

"O COI não adotou nenhuma das datas que Dick mencionou e acredito que Dick voltou atrás", afirmou Coates.

"Tudo segue o curso para a cerimônia de abertura em 24 de julho", completou.

A data limite citada por Pound "nunca foi a posição do COI. Foi ideia de Dick", disse. "Ainda restam quatro meses".

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e o presidente do COI, Thomas Bach, sempre defenderam a continuidade dos preparativos para os Jogos, apesar das medidas de confinamento para tentar frear os casos de COVID-19.

O adiamento ou cancelamento não será abordado na reunião desta terça-feira, que deve priorizar as discussões sobre as seletivas para Tóquio-2020, depois que vários eventos foram cancelados.

Leia também