COI divulga diretriz de inclusão e não-discriminação com base na identidade de gênero

·1 min de leitura


O Comitê Olímpico Internacional (COI) divulgou nesta quarta-feira, o documento “IOC Framework on Fairness, Inclusion and Non-Discrimination on the Basis of Gender Identity and Sex Variations” (em tradução livre “Diretrizes do COI sobre Justiça, Inclusão e Não Discriminação com Base na Identidade de Gênero e Variações de Sexo”). Com essa nova diretriz, o COI afirma que busca promover um ambiente seguro e acolhedor para todos os envolvidos em competições de nível de elite, de acordo com os princípios consagrados na Carta Olímpica.

+ Veja aqui o documento lançado pelo COI (documento em inglês)

Segundo a matéria publicada no site do COI, o documento foi desenvolvido após uma ampla consulta aos atletas, Federações Internacionais e outras organizações esportivas, bem como especialistas em direitos humanos, jurídicos e médicos. Ele substitui e atualiza as declarações anteriores do COI sobre esse assunto, incluindo a Declaração de consenso de 2015.

A entidade diz que o objetivo desta diretriz é oferecer às entidades esportivas - especialmente as responsáveis pela organização de competições de elite - uma abordagem de dez princípios para ajudá-los a desenvolver os critérios aplicáveis ao seu esporte. Os órgãos esportivos também precisarão considerar aspectos éticos, sociais, culturais e legais específicos que podem ser relevantes em seu contexto.

O COI também está planejando uma fase de implementação abrangente, incluindo webinars para FIs e atletas, começando após os Jogos Olímpicos de Inverno em Pequim-2022.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos