Coelho, após empate do Corinthians: 'A meta é chegar na Libertadores'

Dyego Coelho se despede do time profissional do Corinthians neste domingo. Semana que vem, o treinador volta para as categorias de base (Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)
Dyego Coelho se despede do time profissional do Corinthians neste domingo. Semana que vem, o treinador volta para as categorias de base (Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)


O empate do Corinthians sem gols contra o Internacional, na noite deste domingo, em São Paulo, atrapalhou a busca da equipe no objetivo que é conquistar uma vaga na Conmebol Libertadores de 2020. Entretanto, de acordo com o técnico Dyego Coelho, a meta principal do Timão nesta reta final de Campeonato Brasileiro segue sendo uma vaga na principal competição de times da América. Durante a entrevista coletiva após o 0 a 0 deste fim de semana, o comandante destacou este alvo.

- A meta é chegar na Libertadores, ela é fato. É o que acontece no treino, no CT, a gente tem que dar um jeito e vamos brigar para chegar na Libertadores, é a nossa intenção. Nos dois últimos jogos disse que ganhamos um ponto fora de casa, e dessa vez contra uma grande equipe ganhamos também. É uma grande equipe, um clássico. Fizemos um grande segundo tempo, vamos encostando, se Deus quiser chegamos na Libertadores - afirmou o treinador, completando a análise sobre o desempenho na partida:

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR E SIMULAR A TABELA DA COMPETIÇÃO



- Primeiro tempo ruim, uma ideia que não encaixou, vamos continuar trabalhando para isso. O segundo foi melhor, eles fizeram o que eu pedi, mas não estava dando. Conseguimos melhorar, precisava ser mais agressivo e melhorou. A grande questão quando saímos em posse de bola é que o Internacional pressionou e não conseguimos romper com passes, mas a dificuldade foi que estávamos espaçados, a linha estava mais distante e ficava distante do adversário. Esse foi o grande problema, porque quando pressionávamos não conseguia trabalhar.

Com o resultado, Corinthians chegou a 50 pontos, em oitavo lugar no Campeonato Brasileiro. A equipe volta a campo no próximo domingo, quando visita o Botafogo. Para esta reta final da competição, buscando este objetivo da Libertadores, o Timão não pode mais falhar. E um dos pontos é deixar de ser limitado tecnicamente. Ao ser questionado sobre isto no desempenho deste fim de semana contra o Internacional, Coelho negou e explicou ser uma situação de jogo.

- Não (teve limitação técnica). Às vezes o jogo não encaixa e você tem que mudar, mas isso não é por causa dos jogadores, porque eles não estavam mal tecnicamente. No segundo tempo foi bom, foi uma situação que não deu certo e treinamos uma alternativa,que foi essa de colocar um jogador no lugar do volante. Não tem nada com problema técnico ou parecido, foi situação de jogo e conseguimos reverter - finalizou o comandante.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também