Cobranças da Geral do Grêmio em cima de Romildo e suas promessas são justas e na hora certa

·2 minuto de leitura

Tão logo terminou o jogo do Grêmio na noite de domingo, contra o Fortaleza (empate em 0 a 0), a Geral, principal torcida organizada do clube, veio a público cobrar o presidente Romildo Bolzan Júnior e suas promessas não cumpridas de melhor desempenho no Campeonato Brasileiro. Pois se trata de uma cobrança justa e em bom tom.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A direção tricolor vem se mostrando absolutamente apática e sem visão da realidade. As ações dos últimos tempos não condizem com a grandeza da instituição e com os objetivos traçados pela própria diretoria. E tudo culmina, claro, com a permanência na lanterna do Nacional e a estapafúrdia decisão de colocar um diretor executivo que sequer foi apresentado oficialmente para dar explicações a respeito do fracasso do final de semana - sim, se o mandatário azul, por conta de questões de saúde, estava impossibilitado de falar, que o vice de futebol Marcos Herrmann desse a cara para bater. E não foi isso o que aconteceu.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O Grêmio se encontra absolutamente passivo diante de um cenário aterrorizante. Será mesmo que os dirigentes estão vendo o que acontece? Pelo jeito, não. Ou, se estão vendo, o entendimento é precário. Nessas horas, não se pode ficar calado. Por vezes, se cobra apoio das arquibancadas. Pois agora chegou a vez de as arquibancadas cobrarem atitudes. E é assim que tem que ser, desde que não se parta para a violência e para a agressão moral.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O clube precisa abrir os olhos. E se ele mesmo não consegue enxergar o que todo mundo vê, cabe à torcida fazer a sua parte e pedir explicações. Ficar quieto, no futebol, é sinal de fraqueza.

NOTA DA GERAL DO GRÊMIO

O torcedor do Grêmio merece uma palavra da direção neste momento de insegurança. O presidente Romildo Bolzan precisa vir a público e falar para a sua torcida.

Depois da demissão do nosso maior ídolo e a promessa de que o desempenho melhoraria e que o Brasileirão seria prioridade, o torcedor merece explicações por esse péssimo começo de campeonato.

Mudanças urgentes são necessárias. A reação precisa ser imediata!

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos