'Cobrança injusta': Kaká exalta conquistas de Rogério Ceni no Flamengo e diminui críticas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O programa "Arena SBT", do apresentador Benjamin Back, recebeu, nesta segunda-feira, o ex-meia Kaká na atração. O ex-Milan, Real Madrid e São Paulo deixou seu pitaco e sua avaliação sobre o comandante do Flamengo, Rogério Ceni. Companheiros nos tempos de Morumbi, Ceni recebeu elogios do eleito melhor jogador do mundo em 2007, que ainda o defendeu das críticas "exageradas". Ele ainda comentou sobre o protagonismo de Neymar no PSG.

+ Confira a tabela de grupos da Copa Libertadores

- Eu também acho injusta essa cobrança em cima do Rogério. Um treinador que é campeão brasileiro, que ganhou a Supercopa em cima do Palmeiras, que é um excelente time. Já deu resultados - comentou ele no programa.

Desde 2020 no cargo rubro-negro, Rogério participou da campanha do estrelado elenco do Flamengo, com Gerson, Bruno Henrique, Arrascaeta, Everton Ribeiro e Gabigol, por exemplo, do triunfo do último Brasileiro. Além de falar do técnico, Kaká ainda comentou sobre o atacante da Seleção e do Paris Saint-Germain Neymar.

- Eu fico até feliz porque hoje o prêmio de melhor jogador do mundo individual, ele hoje está vinculado a prêmios coletivos. Acho isso muito bom porque é um esporte coletivo. Não tem como você ganhar nada sozinho. O que falta para o Ney, para ele conquistar o prêmio, é uma conquista coletiva com ele protagonista - destacou o craque.

Além de brilhos na Europa, Kaká também atuou no Orlando City, dos Estados Unidos, e é ídolo do São Paulo. O ex-camisa 22 do Milan mantém em seu currículo diversos prêmios individuais, além de ter participado do grupo campeão do mundo na Seleção, em 2002.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos