Cobi Jones fica surpreso em debate sobre o racismo nos EUA: 'Não sabia que era um modelo de atleta negro'


Em uma conversa com o 'The Kickaround Live', o ex- jogador do LA Galaxy, e da seleção masculina dos EUA, Cobi Jones debateu sobre o racismo nos EUA e sobre suas experiências no futebol como atleta negro.

Durante a live, o ex-jogador se mostrou surpreso após Charlie Davies, outro ex-jogador da seleção, afirmar que idolatrava Jones e o encara como uma inspiração para a carreira.

- É muito interessante porque eu não sei como o reconhecimento ocorre para cada atleta perceber que eles são um modelo. Eu realmente não entendia isso até mais tarde na minha carreira, quando vi outros jogadores negros chegando e falando isso. Assim como quando Charlie disse isso, fiquei chocado. Eu não sabia disso antes. Não sabia que era um exemplo de atleta negro para outros no começo. Você não escuta isso até a maior parte do tempo em sua carreira. Atualmente, estamos em um momento diferente do futebol e no mundo, com as mídias sociais para realmente informar o que está acontecendo.- disse.

PASSAGEM NO VASCO
Muitos não lembram, mas Cobi Jones já defendeu o Vasco. Em 1995, desembarcou em São Januário logo após disputar a Copa do Mundo de 1994 pelos Estados Unidos. Ao todo,o jogador atuou em apenas quatro partidas pelo Cruz-Maltino.

A passagem de Jones pelo futebol brasileiro acabou sendo curta e, em 1996, vendo o surgimento da Major League Soccer (MLS) decidiu para os Estados Unidos.

Pelos Los Angeles Galaxy, atuou por mais de dez anos, tendo feito 350 partidas, 70 gols. Na seleção dos Estados Unidos, disputou três Copas do Mundo (1994, 1998 e 2002) e é o recordista de jogos, com 164 disputados.









Cobi Jones - Vasco
Cobi Jones - Vasco

Cobi em sua curta passagem pelo Vasco - (Foto: Reprodução)


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também