Sem aval de Botafogo e Flu, clubes do Rio pedem volta às atividades


A Ferj publicou um nota de esclarecimento com o apoio de 14 clubes do Rio de Janeiro, na qual é reforçado o desejo de retorno às "suas atividades o mais breve que lhes for possível e permitido" e que os mesmos "estão prontos para reiniciar" os treinos, neste primeiro momento, de "forma responsável, restrita, reduzida, sob vigilância, sem aglomerações ou presença de público", e, além disso, em obediência ao protocolo médico elaborado para a situação - o qual foi submetido aos governantes e autoridades para conhecimento e análise.

Assinam a nota América, Americano, Portuguesa, Cabofriense, Bangu, Boavista, Friburguense, Macaé, Madureira, Nova Iguaçu, Resende, Volta Redonda, Vasco da Gama e Flamengo, além da Ferj. Entre os 12 clubes da primeira divisão do Campeonato Carioca, só Botafogo e Fluminense não assinaram o documento.

"Reafirmam que tais atividades, sob a rigorosa vigilância e exigências estabelecidas situam-se em posição infinitamente inferior ao risco de exposição e disseminação da COVID-19, em se tratando de comparações com inúmeras outras atividades e segmentos que se encontram já em franca atividade", explica um dos pontos destacados na nota publicada pela Ferj.

O futebol no Rio de Janeiro está paralisado desde março por conta da pandemia do coronavírus. Atualmente, o Estado, por decreto do governador Wilson Witzel, está em medida de isolamento até o dia 11 de maio. Caso este período não seja prorrogado, há clubes que pretendem retornar aos treinos nesta data. O Flamengo, por exemplo, já tem todos procedimentos definidos.





A nota publicada pela Ferj nesta sexta-feira, com apoios dos clubes abaixo:


"Os clubes abaixo assinados vêm a público declarar e esclarecer:

1- Por inúmeros motivos os clubes signatários desejam retornar as suas atividades o mais breve que lhes for possível e permitido e estão prontos para reiniciar, em primeira fase, tão somente os treinamentos, de forma responsável, restrita, reduzida, sob vigilância, sem aglomerações ou presença de público e em obediência a um rigoroso protocolo médico de normas e procedimentos imperativos, sempre comprometidos com a preservação da integridade da saúde de todos os envolvidos e também em atenção às medidas de prevenção e combate à disseminação da COVID-19.

2- Ressaltam que mesmo afirmando estarem preparados para reiniciar suas atividades em poucos dias, se assim o for permitido, entendem e cumprem, integralmente, as determinações das autoridades governamentais e de saúde.

3 - Reafirmam que tais atividades, sob a rigorosa vigilância e exigências estabelecidas situam-se em posição infinitamente inferior ao risco de exposição e disseminação da COVID-19, em se tratando de comparações com inúmeras outras atividades e segmentos que se encontram já em franca atividade.

4 - Esclarecem que no momento o esporte em si reveste-se de menor importância, frente a relevância social da sobrevivência de centenas de famílias dependentes do futebol que já se encontram sofrendo os impactos da escassez de alimentos, desemprego e ausência de salários e proventos.

5 - Respeitosamente, submetem aos governantes e autoridades, para conhecimento e análise, com todo rigor técnico e científico, inclusive para modificações que julgarem pertinentes, as condições propostas e constantes do protocolo médico elaborado e que segue em anexo a este documento.

AMÉRICA FOOTBALL CLUBE
AMERICANO FUTEBOL CLUBE
ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA PORTUGUESA
ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA CABOFRIENSE
BANGU ATLÉTICO CLUBE
BOAVISTA SPORT CLUBE
FRIBURGUENSE ATLÉTICO CLUBE
MACAÉ ESPORTE FUTEBOL CLUBE
MADUREIRA ESPORTE CLUBE
NOVA IGUAÇU FUTEBOL CLUBE
RESENDE FUTEBOL CLUBE
VOLTA REDONDA FUTEBOL CLUBE
CLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA
CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO
FEDERAÇÃO DE FUTEBOL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO"



























Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também