Clubes do interior defendem modelo carioca do Mineiro 2020, enquanto grandes preferem menos datas

Valinor Conteúdo
LANCE!
A Raposa vai tentar o tricampeonato estadual em 2020- (Dudu Macedo/Fotoarena)
A Raposa vai tentar o tricampeonato estadual em 2020- (Dudu Macedo/Fotoarena)


O Campeonato Mineiro de 2020 teve o seu pontapé inicial nesta terça-feira, 22 de outubro na sede da Federação Mineira de Futebol. A entidade reuniu os 12 clubes da competição para um encontro prévio antes do arbitral do torneio que discutirá regulamentos, fórmula de disputa do campeonato do ano que vem.

O encontrou trouxe poucas soluções, pois não houve consenso sobra a fórmula de disputa. Foram apresentadas quatro propostas, mas nenhuma delas teve unanimidade. Confira o que foi proposto.

-Ter o mesmo formato de 2018 e 2019l em turno único, com 11 rodadas, todos contra todos na 1ª fase, com oito times se classificando para as quartas de final, realizado em jogo único; semifinal e final em dois jogos.




- Eliminar a fase quartas de final, classificando apenas quatro times às semifinais do torneio;

-Ter as quartas de final em jogos de ida e volta

-Copiar o modelo do Campeonato Carioca, com dois grupos de seis times, jogando em turno e returno, com semifinal e final em jogos únicos.


Outros temas do encontro foram as licenças para os treinadores, limite de trocas de técnico, limite de inscrição de jogadores (25, 30 ou 35) e o uso das 16 datas liberadas pela CBF.

O peso de cada voto no arbitral, que será na próxima semana, se baseia na classificação do campeonato de 2019. O Cruzeiro, atual campeão, tem peso 12. O Atlético, 11; o América, 10, e assim por diante. Porém, os times da capital têm menos peso do os do interior, já que América-MG, Atlético-MG e Cruzeiro somam juntos 33 pontos, enquanto os do interior somam 45 pontos, o que pode trazer mudanças que não agrade aos grandes da capital.
.
Os times da capital defendem o retorno da fórmula com pontos corridos em turno único, com os quatro primeiros classificados para o mata-matak utilizando 15 datas utilizadas.

As outras nove equipes, Boa Esporte, Caldense, Coimbra, Patrocinense, Tombense, Tupynambás, Uberlândia, URT e Villa Nova, defendem o uso das 16 datas, com quartas de final. O Mineiro de 2020 terá início no fim de janeiro e o Cruzeiro tentará o tricampeonato seguido. As novidades são o Coimbra, campeão do Módulo II e o Uberlândia, que retorna à elite mineira.














Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também