Com clube e torcida denunciados, Mattos espera justiça da Conmebol

O Palmeiras corre risco de acabar punido pela confusão que marcou o jogo contra o Peñarol, disputado na quarta-feira passada, em Montevidéu. Com o clube denunciado pela Conmebol, organizadora da Copa Libertadores, o diretor de futebol Alexandre Mattos exige um tratamento justo.

O Comitê de Disciplina da Conmebol denunciou o Palmeiras pelo comportamento não apenas dos jogadores, mas também dos torcedores no Estádio Campeón del Siglo. A informação foi publicada pelo site Globoesporte.com. O volante Felipe Melo, já suspenso provisoriamente, também está em risco.

“Vamos nos defender. O que a gente busca é justiça. Baseado em tudo que ocorreu, o Palmeiras espera um julgamento justo”, afirmou Mattos em entrevista ao Sportv. “Hoje, é o Palmeiras. Anos atrás, foram Flamengo, Grêmio, Santos. Daqui a pouco, vai ter de novo. A gente precisa acabar com isso”, completou.

Na tentativa de minimizar uma eventual punição, o Palmeiras vem se movimentando nos bastidores. Na última terça-feira, Maurício Galiotte, presidente do clube, encontrou o paraguaio Alejandro Dominguez, mandatário da Conmebol, para tratar do assunto.

“O Palmeiras exige justiça. Os fatos estão aí e o clube se posicionou, inclusive para a Conmebol. Então, vamos ser justos. O que teve de errado? Não podia ter feito isso? Então, pune por isso. Tudo teve motivo. É revoltante mesmo pensar em punição, mas o que podemos fazer?”, indagou Mattos.

O clube brasileiro já procurou respaldo de um advogado uruguaio para se defender de eventuais punições decorrentes da confusão de Montevidéu. Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), também vem contribuindo com o Palmeiras, de acordo com Alexandre Mattos.

“O que esperamos é que tudo seja feito de maneira correta. Somos vítimas”, reiterou o diretor de futebol do clube. Às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, sem Felipe Melo, o Palmeiras enfrenta o Jorge Wilstermann, em Cochabamba, e garante a vaga nas oitavas de final com um empate.