Clube presidido pelo ex-jogador Palhinha, garante acesso em Portugal


Com 10 pontos de diferença para o segundo colocado no Distrital de Santarém de Portugal, o União de Almeirim, presidido por Palhinha e defendido em campo pelos brasileiros Igor e Gábi, disputará o reformulado Campeonato de Portugal na temporada 2020/21, depois de uma longa espera pela decisão da Federação Portuguesa de Futebol.

Palhinha trabalhou ativamente em parceria com os outros líderes dos campeonatos distritais de Portugal – equivalente a quarta divisão – para que o mérito e o investimento dessas equipes fosse recompensado com a subida para a terceira divisão, e o trabalho gerou frutos. Depois de uma longa reunião, na última quarta-feira, foi confirmado o acesso dos líderes dos Distritais.

Já Igor e Gábi, trabalharam ativamente dentro das quatro linhas e tornaram-se os goleadores da temporada no futebol distrital português, com 18 e 15 gols respectivamente.

- É gratificante por tudo o que fizemos durante essa temporada, todos os jogos em que deixamos o melhor em campo valeram a pena. Fizemos tudo isso passo a passo, em busca de uma só coisa: que era o título e o tão sonhado acesso. – comenta Gábi, jogador que no Brasil passou por Santos e Ferroviária.





A última rodada disputada aconteceu no dia 8 de março e mesmo antes do Governo português decretar o estado de emergência a Associação de Futebol de Santarém – Estado onde se localiza a cidade de Almeirim – paralisou o campeonato e a Taça do Ribatejo.

Algumas semanas depois a Federação Portuguesa de Futebol optou por cancelar todos os campeonatos de base e das divisões inferiores no país, instaurando assim um impasse em relação às subidas e descidas. No dia 6 de abril o ex-jogador assinou com os dirigentes dos outros líderes dos distritais uma carta à FPF considerando que a atitude certa a ser tomada seria a subida dos líderes e uma reformulação do Campeonato de Portugal.

No entanto, no fim de abril a FPF declarou que nenhum Clube ascenderia ao CNS, atitude que gerou revolta nos líderes, que começaram uma campanha de pressão ao dirigentes do futebol português. A pressão confirmou seu resultado no dia 6 de maio.

- Sensação de gratidão a Deus, e de muita felicidade, pois todo o nosso esforço trouxe como recompensa o acesso e o título . Desde o início esses eram os objetivos, e com muito empenho e dedicação o êxito veio. – relatou Igor, que no Brasil vestiu a camisa do Marília.

O União fez 57 pontos em 21 jogos disputados, com 19 vitórias, 18 delas seguidas e duas derrotas. Somando 10 pontos à frente do Fazendense, sendo que Igor e Gábi foram peças importantes. A dupla somou 33 gols aos 76 do Clube na temporada.

- Foi uma temporada de muito aprendizado pra mim, por disputar um campeonato novo, em um país novo, e o dia a dia com os companheiros. Tudo agregou muito na minha carreira, tanto profissional quanto pessoal. Esperamos ter mais um grande desempenho na próxima época, elevando ainda mais o nome do União de Almeirim. – disse Igor.

- Para a próxima temporada sabemos que será outra realidade, é uma competição totalmente diferente. Mas já sabemos que a SAD dará todo o suporte como foi este ano, um clube profissional com salários em dias. Voltaremos ainda mais forte do que terminamos esta temporada e sonhando ainda mais alto. – concluiu Gábi.












Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também