Classificação do Estrela Vermelha na Liga dos Campeões tem até tanque de guerra no estádio; entenda

Goal.com

A Champions League acaba de ver mais um de seus antigos campeões serem confirmados na fase de grupos desta edição 2019-20 do torneio. Nesta terça-feira (27), o Estrela Vermelha, da Sérvia, ficou no empate por 1 a 1, que levou os alvirrubros de Belgrado adiante por causa do critério de gols fora de casa – na ida, disputada na Suíça, persistiu a igualdade por dois gols.

Aleksa Vukanovic abriu a contagem para os donos da casa e, nos minutos, finais Milan Rudic fez um gol contra que manteve a tensão em alta até o fim. No final das contas, entretanto, o clube que foi o máximo campeão europeu em 1991, seguiu adiante para a fase de grupos, se livrando de uma espécie de maldição com outros emblemas que também já levantaram a taça mais cobiçada do continente no passado: os lusos do Porto e os escoceses do Celtic, por exemplo, caíram em fases anteriores.

Semifinalista na última edição, o Ajax decide a sua presença nesta quarta-feira (28), contra o APOEL, do Chipre – com quem empatou por 0 a 0 na ida.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Tanque de Guerra na frente do estádio levanta polêmica

Estrela Vermelha tanque Champions League 27 08 2019
Estrela Vermelha tanque Champions League 27 08 2019
Torcedor, em cima do tanque posto em frente ao setor norte do Marakana (Foto: Getty Images)

O jogo já vinha recebendo atenção da imprensa internacional por um motivo pouco usual. Na véspera da partida, o Estrela Vermelha colocou na frente de seu estádio, o Marakana, um tanque de guerra com as cores do clube e justificou.

“O famoso slogan dos torcedores era que o Star Machine (a Máquina da Estrela, em tradução livre) funcionou, e agora o tanque posto na frente do setor norte simboliza este chamado. O Exército do Norte é mais forte do que um veículo de combate”, disse.

Exército do Norte é o nome que os torcedores mais fanáticos, que ficam situados no setor norte do estádio, se intitulam. E o símbolo desta torcida organizada é justamente um tanque.

Vukovar 1991 27 08 2019
Vukovar 1991 27 08 2019
Imagem de Vukovar, atual território croata, em 1991 (Foto: Getty Images)

O problema é que a referência bélica não foi bem vista pelos países vizinhos. As imprensas de Croácia e Bósnia sugeriram que o tanque teria sido usado na cidade croata de Vukovar, que recebeu um cerco em 1991 do exército sérvio. O episódio, ambientado no início da guerra que acabou separando a antiga Iugoslávia, terminou na morte de milhares de pessoas.

Em meio às acusações, o Estrela Vermelha garantiu que esta associação não faz sentido e disse que o tanque teria sido comprado em um ferro velho. Entretanto, o clube sérvio demonstrou temor de poder ser punido pela UEFA, que não chegou a manifestar nenhuma nota para dizer se o veículo bélico violaria alguma de suas regras.

Leia também