Clássico entre Palmeiras e São Paulo merecia um ou mais gols

Yahoo Esportes
Palmeiras e São Paulo fizeram bom jogo, mesmo em ritmo de pré-temporada. Foto: Rebeca Reis/AGIF
Palmeiras e São Paulo fizeram bom jogo, mesmo em ritmo de pré-temporada. Foto: Rebeca Reis/AGIF

Comentei o jogo entre Palmeiras e São Paulo. Gostei do jogo e o desempenho dos dois times ficou acima do esperado, na segunda rodada do Campeonato Paulista. São apenas 16 dias de treinamentos, com duas partidas já disputadas. Óbvio que a intensidade não é a ideal, mas mesmo assim a movimentação foi interessante.

O São Paulo foi melhor nos dois inícios de etapas e o Palmeiras melhorou após as duas paradas de rehidratação. Até o Palmeiras chegar à sua primeira oportunidade de gol, em combinação muito boa de quatro jogadores, o São Paulo já havia finalizado cinco vezes ao gol de Weverton. No esquema de Diniz, há liberdade para chutar a gol e isso tem que ser lembrado sempre. Depois que os atletas tiveram contato com os treinadores aos 30 minutos, o Palmeiras voltou com mais organização. Ramirez fez lance individual e acertou a trave de Volpi. Até o término, o Palmeiras acampou no campo são-paulino, apesar de Helinho exigir intervenção de Weverton. .

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Na volta do intervalo, São Paulo mais incisivo, com assistência gigantesca de Volpi para Daniel Alves perder a melhor chance de gol na cara de Weverton. O meia/lateral cresceu muito, com mais duas finalizações, após um primeiro tempo bem discreto. O gol perdido por Daniel reacendeu o Palmeiras, que acelerou mais o jogo e forçou os laterais no terreno adversário. O Palmeiras teve um cabeceio de Luiz Adriano acertando a trave e Victor Luiz obrigando Volpi a boa defesa.

Luxemburgo e Diniz fizeram as substituições, mas o panorama não mudou muito. O Palmeiras foi mais ofensivo no final, com o São Paulo satisfeito com o empate. Num resumo prático, o Choque-Rei merecia um gol, pelas tentativas das duas equipes.

Destaco Thiago Volpi, Bruno Alves, Felipe Melo e Lucas Lima como os destaques do clássico. Uma nota 6,5 para o confronto, lembrando que estamos em pré-temporada.

Leia também