City vence Chelsea (1-0) e dispara na liderança da Premier; Coutinho estreia no Villa com gol

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·5 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Dominador e seguro de sua superioridade, o Manchester City reforçou sua liderança da Premier League ao derrotar neste sábado o Chelsea (1-0), sobre o qual abiu uma diferença de 13 pontos depois de 22 rodadas.

A corrida pelo título parece cada vez mais definida, embora o Liverpool, 3º com 14 pontos, tenha dois jogos a menos e receba o Brentford neste domingo.

Mas além da diferença de pontos, o vice-líder pareceu impotente diante da máquina 'Citizen' no Etihad Stadium, o que deixa a sensação de que a equipe do técnico Pep Guardiola manterá sua posição até o final do campeonato.

Após 11 vitórias consecutivas, esperava-se um possível relaxamento do time da casa e os 'Blues' mais aguerridos, sabendo que talvez fosse a última chance deles de entrar na luta pelo título da Premier. Mas nada disso aconteceu.

"Doze vitórias consecutivas é incrível, temos que continuar", comemorou Guardiola após o jogo.

"Meu trabalho é tirar da cabeça dos jogadores o que as pessoas vão dizer. Estamos mais do que felizes, mas ainda há muito a fazer", acrescentou o catalão.

- Focado na Champions -

É verdade que um mano a mano entre o belga Romelu Lukaku e o goleiro Ederson aos 47 minutos poderia ter mudado a tônica do jogo.

Mas o goleiro brasileiro resolveu a situação com sucesso, nesse que foi o primeiro chute do Chelsea na direção do gol.

Nunca antes, desde a chegada de Thomas Tuchel ao banco londrino, o Chelsea havia passado todo o primeiro tempo sem assustar o gol adversário pelo menos uma vez.

O City, com um trio ofensivo composto por Phil Foden, Jack Grealish e Raheem Sterling, que pode oferecer ideias ao técnico Gareth Southgate para a seleção inglesa, no entanto, abriu o placar com um gol do astro belga Kevin de Bruyne.

O goleiro basco do Chelsea, Kepa Arrizabalaga, nada pôde fazer diante do chute de De Bruyne de fora da área a 20 minutos do final. Um disparo com efeito e bem colocado.

O Chelsea venceu apenas um de seus últimos seis jogos da Premier League.

"Nossos jogadores de ataque precisam aparecer mais. Precisamos de consistência. O Chelsea não é um lugar para se esconder", disse o técnico Thomas Tuchel.

Potência hegemônica do futebol inglês nos últimos anos, com exceção de 2019/2020, quando o Liverpool soube aproveitar sua queda de rendimento, o City é o favorito indiscutível para conquistar sua quarta Premier em cinco anos.

A ampla vantagem do City no campeonato inglês pode permitir que o time se concentre na Liga dos Campeões, seu grande objetivo. Nas oitavas de final, dentro de um mês, o time enfrentará o Sporting de Portugal.

- Coutinho brilha na estreia no Aston Villa -

O eterno rival do City, o Manchester United (7º), cedeu o empate (2-2) em sua visita ao Aston Villa (13º), e segue longe de seus vizinhos, ao ficar agora a 24 pontos da equipe de Guardiola.

O meia brasileiro Philippe Coutinho protagonizou um brilhante retorno à Premier League com a camisa do Villa, anulando em cinco minutos a vantagem de 2 a 0 do United.

Na ausência de Cristiano Ronaldo, com desconforto no quadril, seu compatriota Bruno Fernandes deu ao United a vantagem com dois gols (6 e 67).

Após o segundo gol do United, o técnico do Aston Villa, Steven Gerrard, colcou em campo seu ex-companheiro de equipe no Liverpool.

Coutinho primeiro facilitou a jogada que permitiu a Jacob Ramsey diminuir (77). E cinco minutos depois o brasileiro empatou (82).

"Eu estava com saudades da Premier League e desse tipo de jogo. Estou muito feliz aqui com meus novos companheiros de equipe", disse Philippe Coutinho após a partida, quatro anos depois de deixar o Liverpool para jogar no Barcelona.

"Foi um bom começo para mim. Acreditamos em nós mesmos até o final e não perdemos", acrescentou.

- Burnley, novo lanterna -

O Newcastle (19º, penúltimo) sofreu mais uma decepção, desta vez com um amargo empate em 1 a 1 em casa diante do Watford (17º).

Os 'Magpies' saíram na frente aos 49 minutos com um gol do francês Allan Saint-Maximin (49), mas o Watford empatou aos 87, por meio do brasileiro João Pedro.

O Wolverhampton (8º), que abriu o placar com um pênalti convertido pelo mexicano Raúl Jiménez, venceu o Southampton (12º) por 3 a 1.

O Norwich deixou a lanterna e passou para 18º graças à vitória por 2 a 1 sobre o Everton (15º).

A última posição pertence agora ao Burnley, que não jogou nesta rodada. Sua partida contra o Leicester foi adiada devido aos desfalques do Burnley, devido a lesões e casos de covid-19.

-- Jogos da 22ª rodada do campeonato inglês e classificação:

- Sexta-feira:

Brighton - Crystal Palace 1 - 1

- Sábado:

Manchester City - Chelsea 1 - 0

Wolverhampton - Southampton 3 - 1

Norwich City - Everton 2 - 1

Newcastle - Watford 1 - 1

Aston Villa - Manchester United 2 - 2

- Domingo:

(11h00) Liverpool - Brentford

West Ham - Leeds

. adiados

Tottenham - Arsenal

Burnley - Leicester

Classificação: Pts J V E D Gp Gc SG

1. Manchester City 56 22 18 2 2 54 13 41

2. Chelsea 43 22 12 7 3 45 17 28

3. Liverpool 42 20 12 6 2 52 18 34

4. West Ham 37 21 11 4 6 39 27 12

5. Arsenal 35 20 11 2 7 33 25 8

6. Tottenham 33 18 10 3 5 23 20 3

7. Manchester United 32 20 9 5 6 32 29 3

8. Wolverhampton 31 20 9 4 7 17 15 2

9. Brighton 28 20 6 10 4 21 21 0

10. Leicester 25 18 7 4 7 31 33 -2

11. Crystal Palace 24 21 5 9 7 30 31 -1

12. Southampton 24 21 5 9 7 25 33 -8

13. Aston Villa 23 20 7 2 11 27 32 -5

14. Brentford 23 20 6 5 9 24 30 -6

15. Everton 19 19 5 4 10 24 34 -10

16. Leeds 19 19 4 7 8 21 37 -16

17. Watford 14 19 4 2 13 23 37 -14

18. Norwich City 13 21 3 4 14 10 45 -35

19. Newcastle 12 20 1 9 10 20 43 -23

20. Burnley 11 17 1 8 8 16 27 -11

bds/iga/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos