"As circunstâncias o fizeram tomar esta decisão", diz Xavi sobre aposentadoria de Piqué

O técnico do Barcelona, Xavi Hernández, considerou que a aposentadoria do zagueiro Gerard Piqué está relacionada à sua menor participação na equipe catalã nos últimos tempos.

"Piqué merece todos os elogios dos torcedores do Barcelona. As circunstâncias o fizeram jogar menos, ele se sente menos útil e o normal é se afastar", disse Xavi nesta sexta-feira, em coletiva de imprensa antes do jogo contra o Almería, pelo Campeonato Espanhol, no sábado (5).

"Ele foi muito horado. Tem contrato, poderia continuar perfeitamente, mas demonstrou uma grandeza espetacular", acrescentou o treinador, que antes do início da temporada teve uma conversa com Piqué na qual o avisou que passaria a jogar menos.

"Foi um dos dias mais difíceis da minha carreira como técnico", revelou Xavi.

"A relação é a mesma de antes, não existe relação ruim, só que eu tenho que tomar decisões para o bem da equipe", acrescentou o treinador, para quem a tal conversa teve peso na decisão de Piqué.

"Não sei se fui justo ou não com ele, mas fui honesto e honrado", pontuou o treinador, para quem "muitas vezes não escolhemos o final, mas as circunstâncias".

Xavi, que antecipou que a saída de Piqué poderia levar à contratação de um zagueiro na próxima janela de transferências, pediu que a despedida do jogador no Camp Nou fosse mais uma motivação no jogo contra o Almería.

"A despedida de Gerard no Camp Nou deve servir de motivação extra, para que ele saia com uma boa sensação, com um bom jogo. É o que ele merece, ele merece o melhor", disse.

O jogador ainda ficará disponível até a última partida da LaLiga antes da Copa do Mundo no Catar, contra o Osasuna, no dia 8 de novembro.

O técnico dos 'Blaugrana' ainda se mostrou convencido de que Piqué pretende ser presidente do Barcelona algum dia.

"Gerard pode ser o que quiser por sua capacidade, pela personalidade que transmite, pode ser o que quiser, não lhe falta capacidade", assegurou.

rbs-gr/dam/iga/yr/cb