Cintia Dicker revela motivo de cirurgias da filha Aurora após o parto; confira

(Fotos: Webert Belicio/Agnews)
(Fotos: Webert Belicio/Agnews)

Cintia Dicker revelou que a filha, Aurora, de quase um mês, foi diagnosticada com gastrosquise muito antes do nascimento. Por conta da má formação gastrointestinal congênita, a bebê foi submetida a algumas cirurgias com dias de vida. A alta hospitalar só ocorreu na semana passada, quando a menina surgiu em foto emocionante com o pai, Pedro Scooby.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Em relato à revista "Vogue", a modelo contou que o diagnóstico veio na 12ª semana de gestação ao realizar um exame morfológico. "A partir daí, em uma sequência de testes para checar alterações cromossômicas, descobrimos que era uma menina", disse a mulher do surfista.

Cintia explicou várias cirurgias da filha: 'Colocar intestino no lugar'

A modelo que só conseguiu amamentar a filha com dias de nascida acrescentou que a cesárea entre 37 e 38 semanas foi aconselhada para Aurora. "Logo após o nascimento, nossa filha precisaria ser operada, então era necessário que toda a equipe médica estivesse disponível. O período ideal seria na semana do Natal, dias em que muitos estão viajando, mas coincidentemente a equipe dos sonhos havia encontrado uma data", frisou, admitindo receio.

"Não conhecíamos essa condição e tive muito medo por não saber como seria a cirurgia e também a recuperação dela. Fiquei procurando respostas na internet, algo que não aconselho porque só me assustava mais", afirmou a modelo, explicando o motivo de várias intervenções cirúrgicas.