Cinco jogadores da Bélgica escolhem viajar separadamente após eliminação

Alex Witsel foi um dos jogadores da Bélgica que decidiram não viajar junto da delegação (Foto: Manuel Reino Berengui/DeFodi Images via Getty Images)
Alex Witsel foi um dos jogadores da Bélgica que decidiram não viajar junto da delegação (Foto: Manuel Reino Berengui/DeFodi Images via Getty Images)

O clima na Bélgica realmente fechou nesta Copa do Mundo. Além de declarações públicas em que companheiros como Vertonghen e De Bruyne se acusaram, foi reportada uma confusão no vestiário entre eles dois e Hazard, que precisou ser separada por Lukaku. Agora, com a eliminação, ficou ainda mais escancarado o problema entre os jogadores do elenco.

De acordo com o jornal belga Het Laatste Nieuws, cinco jogadores escolheram pagar a viagem de volta para a Bélgica de seus próprios bolsos, voltando mais cedo do que o restante do elenco. Esses atletas, inclusive, já chegaram a Bruxelas, enquanto os outros chegarão somente no horário da noite.

Leia também:

Os jogadores que escolheram pagar a viagem do próprio bolso foram Thomas Meunier, Axel Witsel, Jeremy Doku, Arthur Theate e Lois Openda. A campanha deste ano foi decepcionante levando em consideração o ranking da Bélgica na Fifa (2º) e também o desempenho atingido na Copa do Mundo de 2018, quando eliminou o Brasil.

Segundo De Bruyne, porém, as chances de vencer eram baixíssimas porque o elenco 'está velho'. Seja esse o motivo ou não, o problema é que a seleção não fez nenhuma boa partida durante a fase de grupos e ficou em terceiro lugar, com uma vitória e um empate. Marrocos, em primeiro, e Croácia, em segundo, passaram de fase.

Agora, o momento é de reorganização para o time belga. Além deles, entre as grandes seleções, a Alemanha também foi eliminada já na fase de grupos deste ano, repetindo o desempenho de 2018. Havia muita expectativa para os dois times, mas eles não conseguiram atendê-las.