Cigano se defende e garante investigação em caso de doping: "Nunca trapacearia"

Junior ‘Cigano’ viu sua rotina mudar completamente na última sexta-feira (18), após o UFC comunicá-lo que a USADA (agência norte-americana de controle antidopagem) havia encontrado uma substância proibida em uma das amostras colhidas pelo brasileiro recentemente. E agora é hora do ex-campeão dar explicações sobre o fato.

O brasileiro que iria enfrentar Francis Ngannou no UFC 215, marcado para dia 9 de setembro, acabou sendo retirado do card e agora aguarda a contraprova do exame antidoping para tentar se defender perante a USADA. Mas antes mesmo de ir a julgamento, Cigano utilizou as redes sociais para se pronunciar sobre a polêmica.

Em post publicado em seu Facebook, Cigano nega o uso de qualquer substância ilegal de forma consentida e garante que ele e sua equipe irão investigar o que pode ter causado a falha no doping. Veja o comunicado na íntegra abaixo:

Oi pessoal
Eu não estou aqui para dar explicações, logo tudo será esclarecido para todos vocês e sem duvidas que a verdade prevalecerá.
Eu estou aqui em respeito a todos vocês.
Eu só quero que saibam que essa situação tem sido bastante difícil para mim, meu time e minha família.
Eu nunca trapacearia, isso vai contra tudo o que acredito e apoio.
Nós estamos investigando isso a fundo e logo descobriremos o que aconteceu, aprenderemos com isso e seguiremos em frente.
Mas eu espero que em um futuro próximo, Francis Ngannou e eu possamos nos enfrentar e dar a vocês, a luta que estavam esperando ver.
Por agora, muito obrigado por todo seu apoio, isso significa muito para mim e é por isso que estou aqui. Boa noite“.