Cigano cita filho como motivação para voltar a ser campeão do UFC

Junior ‘Cigano’ está a pouco mais de um mês de fazer uma das lutas mais importantes de sua carreira. O catarinense radicado na Bahia enfrentará Stipe Miocic pela chance de reconquistar o cinturão dos pesos-pesados do Ultimate no dia 13 de maio, em Dallas (EUA). E será a primeira vez que o brasileiro subirá no octógono mais famoso do mundo na condição de pai, já que seu filho nasceu pouco mais de um mês atrás e mudou sua vida.

Quem garantiu isso foi o próprio atleta de 33 anos, em entrevista ao ‘MMA Fighting’. E de acordo com Cigano, a nova condição de ter que zelar por outra vida o fez focar ainda mais nos seus objetivos e treinar com mais disposição para encarar o americano.

“Já me sinto muito, muito diferente. As coisas estão mudando. Meus objetivos na vida estão mudando. Então agora é tudo sobre o meu filho. Não sou apenas eu agora. Tenho uma mulher e agora tenho um filho. As coisas estão um pouco diferentes, mas é bom porque me dá mais motivação. Essa motivação para treinar duro. Estou me sentindo feliz. Sabe, eu já era um cara feliz, mas estou ainda mais feliz com tudo isso. Acho que será muito positivo para o meu camp”, disse o ex-campeão que não luta desde abril de 2016. Apesar do longo período distante do cage, ele garante que isso não fará diferença.

“Eu estou me sentindo bem e estou treinando muito bem na American Top Team, então não acho que será um problema para mim (não lutar há algum tempo). Estou ficando mais maduro agora. Estou me entendendo um pouco melhor, então eu posso concentrar toda a minha energia na minha preparação. Por isso não acho que será um problema. Estou vindo para pegar o cinturão do Miocic”, garantiu.

Cigano e Miocic se enfrentarão pela segunda vez na vida. No primeiro encontro, em dezembro de 2014, o brasileiro levou a melhor por decisão unânime dos juízes laterais, mas ele sabe que seu oponente evoluiu bastante de lá para cá. Tanto que chega ao ponto de o ex-campeão colocar o atual dono do cinturão como o principal nome da divisão dos pesados no momento.

“Ele foi muito bem naquela luta, foi um inferno de luta que tivemos. Não estou surpreso por ele vir nocauteando todos esses caras. Ele bate muito forte. Eu disso, tenho o sentimento de que vou lutar com o cara que é o número 1 agora, o melhor peso-pesado do cenário atual. Essa é a motivação porque sei que muitas coisas aconteceram no passado, mas agora estão diferentes. Esse cara é realidade para essa categoria, então é por isso que estou treinando tão duro e levando tudo muito a sério, porque eu sei que eu tenho um oponente muito duro para bater”, relembrou.

Além de Cigano x Miocic, outro duelo que envolve cinturão e atleta brasileiro também movimentará o UFC 211. Jéssica ‘Bate-Estaca’ medirá forças contra a campeã dos palhas (57 kg) Joanna Jedrzejczyk.