Cidades que recebem jogos do Estadual representam 65% dos casos da Covid-19 em Minas Gerais

Valinor Conteúdo
LANCE!


Para os defensores da volta do futebol em Minas Gerais, um dado pode gerar uma reflexão neste movimento: cerca de 65% dos casos da Covid-19 no estado estão concentrados nas 18 cidades que recebem jogos do Campeonato Mineiro, da primeira e segunda divisão.

Belo Horizonte Juiz de Fora, Uberlândia,Divinópolis, Nova Lima,Pouso Alegre,Governador Valadares, Poços de Caldas, Betim, Muriaé, Ipatinga, Varginha, Patrocínio, Patos de Minas,São João del Rei,, Tombos, Sete Lagoas e Nova Serrana são os pólos recebedores de futebol em Minas Gerais.

Outro dado preocupante é que nestas cidades há concentração de 55% das mortes no estado. O último boletim expedido pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais confirmou 2943 casos com 111 óbitos e mais de 100 mil notificações a serem investigadas.


Belo Horizonte (901 caos), Juiz de Fora (263 casos), Uberlândia (223 casos), Divinópolis (106 casos) e Nova Lima (92 casos), são as cinco cidades que recebem o futebol, mais afetadas pelo coronavírus.

O número de mortes também é significativos nestas cidades. BH soma 25 óbitos, Juiz de Fora ,12 e Uberlândia chegou a 10 registros. Já em Tombos, Nova Lima, Muriaé, São João del Rei, Ipatinga e Sete Lagoas, não houve registro de mortes por enquanto.









Conversas entre a FMF e o Governo do Estado

Na tentativa de achar um modelo seguro para a retomada dos jogos, houve uma reunião entre o presidente da Federação Mineira de Futebol, Adriano Aro, e o governador Romeu Zema(Novo-MG), no fim de abril, para discutir uma possível data de retorno dos jogos de futebol em Minas Gerais.

Todavia, o encontro terminou sem uma definição de datas ou prazos para a bola rolar novamente. o motivo: a incerteza se os protocolos médicos de segurança serão suficientes para garantir a tranquilidade dos profissionais envolvidos nos jogos.

Adriano Aro mostrou ao governador as diretrizes elaboradas pela CBF para garantir o retorno dos treinos e partidas. A entidade máxima do futebol quer as atividades do futebol de volta a partir do dia 17 de maio.

A única definição do encontro entre o Governo do Estado com o presidente da FMF é a formatação de uma parceria para desenvolvimento de um protocolo médico em conjunto para guiar as ações dos profissionais do futebol nos jogos e treinamentos.

- Estive hoje com o governador do Estado, Romeu Zema, e conversamos sobre a possibilidade de retorno do futebol em Minas Gerais. A Federação Mineira, em conjunto com o Estado de Minas Gerais, irá desenvolver um protocolo médico possibilitando que as equipes possam, sim, retomar as partidas de futebol no estado de Minas-disse Aro.

Como a maioria dos discursos sobre o retorno da bola, Adriano Aro também corroborou que uma liberação das atividades só poderá ocorrer com uma resposta positiva dos órgãos de saúde nas esferas federal, estadual e municipal.

- Claro que, o momento adequado da volta dependerá da sinalização dos órgãos de saúde, em especial do Ministério da Saúde, da Secretaria da Saúde do Estado e de cada município do nosso estado. Cada cidade, cada prefeito que terá a condição de avaliar se é possível ou não a retomada do futebol em seu município. Mas a FMF pretende, em conjunto com o Estado, dialogar com todos os prefeitos e demais interessados, para que possamos ter o futebol em Minas o mais rápido possível. O importante neste momento é fazer tudo com cautela, planejamento e segurança, garantindo a prática sadia do futebol em todo o nosso estado- explicou.

A FMF insiste em concluir seus campeonatos ainda em 2020, mesmo com a provável falta de datas no calendário, já que os Estaduais teriam sem fim justamente neste fim de abril e início de maio.

















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também