Cidadania vai acionar Conselho de Ética do partido contra Fernando Cury, denunciado por assédio

Anita Efraim
·1 minuto de leitura
Vídeo mostra momento em que deputado Fernando Cury apalpa a lateral do seio da deputada Isa Penna. (Foto: Reprodução/Alesp)
Vídeo mostra momento em que deputado Fernando Cury apalpa a lateral do seio da deputada Isa Penna. (Foto: Reprodução/Alesp)

O Cidadania, partido de Fernando Cury, vai acionar o Conselho de Ética do partido contra o deputado estadual por São Paulo. Ele foi acusado pela colega de Alesp Isa Penna (PSOL) de assédio durante uma sessão na última quarta-feira, 16.

Imagens da Assembleia Legislativa mostram o momento em que Cury abraça a deputada por trás, pega na cintura dela e encosta no seio de Isa Penna, que afasta o colega.

Em nota, o Cidadania cobrou explicações de Fernando Cury. “Com relação ao episódio envolvendo o deputado estadual Fernando Cury, o Cidadania analisando as imagens, exige as devidas explicações do parlamentar e encaminha o caso ao nosso Conselho de Ética, para que ouvido o representado, sejam tomadas providências cabíveis e efetivas”, afirmaram em nota Arnaldo Jardim, presidente estadual em São Paulo, e Roberto Freire, presidente nacional do partido.

Leia também

“A legenda não tolera qualquer forma de assédio e atuará fortemente para que medidas definitivas sejam adotadas. Temos uma história de luta em defesa dos direitos da mulher que nenhuma pessoa pode macular.” Há uma forte pressão por parte da população para que o Cidadania expulse Fernando Cury do partido.

Na quinta-feira, 17, na Alesp, Cury se disse constrangido e triste com a situação. Ele ainda negou que houve “uma tentativa de assédio ou importunação sexual”. “Eu nunca ia fazer isso na frente de 100 deputados”.

A Assembleia Legislativa de São Paulo afirmou que o Conselho de Ética da Casa avaliará o caso.