Ciclista venezuelano tem bicicleta roubada na Vila Olímpica

·1 minuto de leitura
Venezuelanos treinam em Tóquio (Foto: Laurence Griffiths/Getty Images)
Venezuelanos treinam em Tóquio (Foto: Laurence Griffiths/Getty Images)

A Olimpíada de Tóquio, por si só, já traz muitas curiosidades. Os mais de 11 mil atletas têm histórias variadas e, durante os Jogos, surgem ainda mais coisas a serem exploradas. O inusitado, quase imponderável, também faz parte e o venezuelano Edy Alvarez, do ciclismo BMX, que teve sua bicicleta "roubada" nesta terça-feira (27).

Quem contou tudo foi o compatriota de Alvarez, Daniel Dhers. Com muito bom humor, Dhers falou sobre o roubo na Vila Olímpica. Ele publicou vídeos no Instagram explicando tudo e brincando, sempre com a confiança de que a bicicleta aparecia cedo ou tarde. 

Leia também:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A história logo viralizou. São quase 28 mil likes e 2200 comentários. Alguns atletas entraram na brincadeira e publicaram que não eram os ladrões de bicicleta. Alvarez, no entanto, estava triste. Até publicou nos stories que iria "pegar um ônibus, mas sem a bicicleta, tomara que apareça". 

Ele repostou o conteúdo de várias pessoas, desde brincadeiras quanto pedidos de recuperação da bicicleta. Alvarez até treinou com uma bicicleta emprestada. A verdadeira só veio aparecer cerca de um dia depois, já nesta quarta-feira (28). 

"Um atleta pensou que a bicicleta era comunitária e a levou. Já recuperamos e vamos em frente por essa medalha", escreveu Daniel Dhers.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos