Ciclista australiana conquista primeira medalha de ouro dos Jogos Paralímpicos de Tóquio

·1 minuto de leitura


A primeira medalha de ouro dos Jogos Paralímpicos de Tóquio já tem dona. A australiana Paige Greco venceu a prova de ciclismo de perseguição 3.000m e subiu ao lugar mais alto do pódio. No Velódromo de Izu, a atleta bateu o recorde mundial com o tempo de 3m50s81 das classes C1, C2 e C3.

+ Daniel Dias se classifica para final dos 200m livre nas Paralimpíadas

A medalha de prata ficou com a chinesa Xiaomei Wang, que fez o tempo de 3m54s97, enquanto o bronze foi conquistado pela alemã Denise Schindler, que bateu a norte-americana Clara Brown, com tempo de 3m55s12. Participam da prova atletas com deficiência físico-motoras ou amputados.

+ Brasil estreia nas Paralimpíadas com goleada sobre a Lituânia no goalball

A classe C5 teve a participação da brasileira Ana Raquel Batista Lins, que acabou na última colocação nas eliminatórias, com tempo de 4m43s704. A atleta começou como praticante de natação, migrou para o triatlo em 2014, e após as Paralimpíadas do Rio, em 2016, entrou de vez no ciclismo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos