Cicinho critica Neymar por festa e diz que ele é mal assessorado: 'Deveria fazer campanha para ficar em casa'

LANCE!
·1 minuto de leitura


A festa de Réveillon de Neymar acabou, mas a repercussão parece estar longe de chegar ao fim. O ex-lateral Cicinho também criticou o jogador do PSG pelo evento em meio à pandemia do novo coronavírus e afirmou que o atleta é mal assessorado. De acordo com Cicinho, o camisa 10 da Seleção, como influenciador, deveria fazer campanha para as pessoas ficarem em casa.

>> Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

- Não concordo (com a festa). O Neymar é mal assessorado, ele é muito mal assessorado. Ele é influenciador, tem um poder. Deveria fazer uma campanha, fica em casa, fica com a família, mas se quer fazer, a assessoria tem que blindar o máximo. Está totalmente errado, o momento é equivocado - opinou o ex-lateral durante o programa "Arena SBT", da última segunda-feira.

Outro comentarista do programa também criticou Neymar. Maurício Borges, o Mano, afirmou que o atacante tem mentalidade de uma criança.

- O Neymar tem cabeça de 12 anos de idade, mas quem sou eu para julgar? Eu sou uma figura pública, o Neymar, também é, muito mais do que eu. Tem que ter consciência e responsabilidade. O Neymar não desenvolve raciocínio. Ele é um craque, mas, tem a cabeça pequena - disse Mano.

A notícia de que Neymar daria uma festa de virada de ano em Mangaratiba na última semana gerou muitas criticas nas redes sociais. O jogador já retornou a Paris e se reapresentou ao PSG.