Cicinho condena atitudes de Gabigol e detona atacante do Flamengo: 'Vergonhoso, não é postura de atleta'

Comentarista do 'Arena SBT' falou sobre a vitória do Brasil sobre a Suíça na Copa do Mundo (Foto: Reprodução/SBT)


As falas do atacante Gabigol durante a festa do elenco do Flamengo pelos títulos da Libertadores e da Copa do Brasil, ainda são assunto na imprensa esportiva. Na noite desta segunda-feira, o ex-jogador e atual comentarista do "Arena SBT", Cicinho, criticou o jogador e não concordou com o seu comportamento no último final de semana.

+ Saiba quais são os jogadores do futebol brasileiro convocados para Copa do Mundo

- Vergonhoso, não é postura de atleta profissional, falta com respeito até com os jogadores que foram convocados. E o Gabigol é isso aí. Ele não é convocado por causa dessas atitudes. Não é de grupo. Fica quietinho, deixa para a torcida jogar "bronca" para cima do treinador - disse Cicinho.

+ Mauro Cezar exalta Gabigol e crava: 'Ele não depende da Seleção'

ENTENDA A POLÊMICA

No último domingo, no Rio de Janeiro, Gabigol recebeu a camisa 10, assim como havia acontecido no sábado, das mãos de Diego. Em cima do trio elétrico, o atacante ouviu de Marcos Braz e dos torcedores o pedido de convocação para a Seleção Brasileira. O jogador assumiu o microfone e minimizou a situação dizendo já estar em uma "seleção".

Logo em seguida, torcedores do Flamengo hostilizaram Tite, técnico do Brasil, dizendo que o novo camisa 10 não precisava do treinador. O atacante emendou o coro concordando com os rubro-negros.