Chumacero aguarda reencontro com amigo Lucas Lima: “É um craque”

Para a sequência da Libertadores, a torcida do Santos deposita parte de suas esperanças em Lucas Lima. Pelo lado do The Strongest, Chumacero é um dos principais jogadores nesta edição do torneio continental. Apesar de um ser brasileiro e o outro boliviano, os dois craques se conhecem, são amigos fora de campo e se irão se encontrar nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), no duelo entre as equipes pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, na Vila Belmiro.

Em 2013, a dupla atuou junta pelo Sport. Mesmo com o ótimo momento atual, Chumacero é pouco lembrado pela passagem no time pernambucano. Contratado como uma das esperanças, o boliviano fez apenas oito jogos em solo brasileiro, não encantou e acabou retornando para o The Strongest.

Já Lucas Lima construiu uma história maior no time de Recife. Emprestado pelo Internacional na época, o meia atuou em 53 jogos, marcou nove gols e foi um dos principais destaques na disputa do Brasileirão da Série B de 2013, sendo contratado pelo Santos no ano seguinte.

“Joguei com o Lucas Lima no Sport e estou contente de vê-lo de novo. Agora estou diferente, mas estou muito feliz por poder apertar a mão dele. Somos diferentes. Lucas Lima é um craque. Tem técnica impressionante. É um grande amigo. Vamos ver quem leva a melhor”, disse Chumacero, após o treino de reconhecimento da equipe boliviana no gramado da Vila Belmiro, na tarde desta quarta-feira.

Chamado de “Chumasteiger” por parte dos torcedores bolivianos, em alusão ao meia alemão Schweinsteiger, hoje no Manchester United, o segundo volante do The Strongest é o artilheiro da Libertadores, com seis gols marcados em cinco jogos.