Chookagian promete dominar Shevchenko e desafiar Amanda Nunes na sequência

AgFight

Às vésperas de encarar o maior desafio de sua carreira, Katlyn Chookagian demonstra confiança na possibilidade de destronar Valentina Shevchenko, campeã peso-mosca (57 kg), neste sábado (8), no co-main event do UFC 247. Em entrevista ao site ‘TMZ Sports’, a americana, de ascendência armênia, afirmou, inclusive, que após superar a quirguistanesa e conquistar o cinturão até 57 kg, pode buscar um novo título em uma superluta contra Amanda Nunes.

Empolgada com a oportunidade recebida, Chookagian justificou sua confiança na vitória sobre Shevchenko com a crença de ser superior à sua adversária em todos os aspectos da luta. De acordo com ela, independentemente de onde o combate seja travado, em pé ou no solo, o domínio da peleja estará em suas mãos. A americana ainda comentou sobre a possibilidade de, caso conquiste o título dos moscas, subir para o peso-galo (61 kg) para enfrentar a brasileira Amanda Nunes, campeã da categoria até 61 kg e do peso-pena (66 kg) do UFC.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Obviamente eu vou ouvir: ‘E nova (campeã)!’. Não importa para onde a luta vá, eu sou melhor do que ela em pé e no solo. Então, para onde (a luta) for, eu vou ser dominante”, apostou Katlyn, antes de comentar sobre um possível duelo contra Amanda Nunes no futuro.

“O bom é que eu já lutei até 61 (kg). Eu lutei lá antes e venci, me sinto confortável. Até 57 (kg), eu me sinto como uma assassina, e eu me sinto maior (que as rivais). Mas eu lutei até 61 kg antes e fico confortável lá. Vencer essa luta (contra Shevchenko), eu definitivamente consideraria subir. Se eu subir para 61 kg, vai ser para lutar pelo título. Quem quer que seja a campeã lá, eu definitivamente aceito lutar”, finalizou a americana.

No Ultimate desde julho de 2016, Katlyn Chookagian iniciou sua trajetória na organização competindo no peso-galo, mas se consolidou como uma das principais atletas do elenco feminino da liga quando desceu para o peso-mosca. Com quatro vitórias em cinco combates na categoria, a americana – atual número um no ranking da divisão – se credenciou para a disputa de cinturão contra a campeã Valentina Shevchenko neste sábado, no co-main event do UFC 247, em Houston (EUA).

Leia também