Chineses planejam volta de Hernanes já; conheça o contrato de empréstimo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
<em>Hernanes foi fundamental para evitar o rebaixamento do Tricolor (Fernando Dantas/Gazeta Press)</em>
Hernanes foi fundamental para evitar o rebaixamento do Tricolor (Fernando Dantas/Gazeta Press)

Raí, Ricardo Rocha e Dorival Júnior ganharam uma enorme dor de cabeça no fim deste ano: o trio que comandará o futebol do São Paulo em 2018 foi avisado que o Hebei China Fortune planeja o retorno de Hernanes a partir da virada do ano – uma cláusula no contrato de empréstimo prevê a volta do meia de graça em caso de interesse dos chineses.

O São Paulo foi obrigado a aceitar tal cláusula graças às condições do acordo firmado em julho. Sem dinheiro, o Tricolor conseguiu o empréstimo de Hernanes por uma temporada na faixa. E não parou por aí: o Hebei ainda se comprometeu a pagar R$ 2,1 milhões por mês de salário do atleta – o São Paulo arca com outros R$ 500 mil.

Na oportunidade, Hernanes estava indo para outro clube chinês, que também não pagaria pelo empréstimo. O Tricolor superou o rival quando topou bancar quase 20% dos vencimentos do brasileiro durante o período de cessão – o time chinês não ajudaria em nada.

Completamente fora dos planos do Hebei no primeiro semestre de 2017 – chegou a treinar no time B -, Hernanes voltou a interessar com a mudança no regulamento do Campeonato Chinês para o próximo ano. Serão permitidos seis estrangeiros por clube, contra cinco nesta temporada. Para completar, ficou mais difícil comprar jogadores caros: qualquer negócio acima de 6 milhões de euros tem taxação de 50%.

O Hebei ainda deve perder dois de seus estrangeiros titulares: os atacantes Aloísio Boi Bandido e Lavezzi têm contrato até a próxima segunda-feira e não houve acordo para renovação. Por outro lado, o atacante Bernard, do Shakhtar, e o argentino Mascherano, do Barcelona, devem ser seus substitutos.

O trunfo do São Paulo para melar a volta de Hernanes em janeiro é o próprio jogador. Completamente adaptado e feliz com a vida no Tricolor, o meia sonhava em ser comprado em definitivo a partir de julho de 2018. Mais: ele sabe que precisa continuar no Morumbi, e fazendo sucesso, para ter chance de estar na lista de convocados de Tite para a Copa do Mundo da Rússia.

Desde seu retorno, em julho, Hernanes marcou nove gols em 19 jogos. Ainda foi o recordista de assistências do time no período e teve papel decisivo na permanência do São Paulo na elite do Campeonato Brasileiro, algo que parecia impossível quando de sua chegada.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos