China não vai sediar jogos das Eliminatórias Asiáticas para a Copa de 2022

·1 minuto de leitura
Lance da partida entre China e Guam, pelas Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo de 2022

Várias partidas do Grupo A das Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo de 2022, que seriam disputadas na China, foram transferidas para Dubai nesta segunda-feira devido a casos de covid-19 registrados nas seleções da Síria e das Maldivas, anunciou a Federação Chinesa de Futebol (CFA).

Sete jogos da chave, formada por China, Síria, Maldivas, Filipinas e Guam, foram afetados por esta medida.

"Levando em consideração as recentes infecções epidêmicas nas seleções de futebol das Maldivas e da Síria ... quarentenas estritas devem ser observadas na entrada e por isso essas equipes não podem participar das partidas conforme planejado", informou a CFA.

"De acordo com as recomendações da Confederação Asiática de Futebol (AFC), a federação chinesa concordou que os restantes jogos de qualificação ... não serão organizados em Suzhou e serão transferidos para o Dubai", acrescentou a entidade.

Os confrontos seriam disputados nas próximas duas semanas em uma "bolha" de segurança na cidade chinesa de Suzhou.

De acordo com a agência Titan Sports, as delegações das Maldivas e da Síria já estão nos Emirados Árabes Unidos e não foram autorizadas a viajar para a China.

O atacante Ali Ashfaq, da seleção maldiva, anunciou no Twitter que seu teste foi positivo para COVID-19 e que não participaria das próximas partidas.

A China, que venceu o Guam por 7 a 0 no domingo, enfrentaria as Maldivas na quinta-feira, enquanto a Síria e as Maldivas se enfrentariam no dia 7 de junho.

A seleção chinesa está em segundo lugar no Grupo A, atrás da Síria, e está lutando para manter suas chances de participar de sua segunda Copa do Mundo, após a estreia em 2002.

pst/th/smr/lrb/dr/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos