China diz que está pronta para fornecer vacinas a chineses no exterior e atletas olímpicos

·1 minuto de leitura

PEQUIM (Reuters) - A China afirmou neste domingo que planeja organizar estações de vacinação contra a Covid-19 para imunizar chineses que estão no exterior e que também está pronta para trabalhar com o Comitê Olímpico Internacional para fornecer vacinas aos atletas olímpicos.

A China desenvolveu várias vacinas em âmbito doméstico e começou a sua própria campanha de vacinação, com planos de imunizar 40% da sua população até julho.

O principal diplomata do governo chinês, Wang Yi, teceu os comentários durante uma entrevista coletiva anual realizada neste domingo.

“Estamos nos preparando para organizar centros regionais de vacinação para vacinas produzidas domesticamente em países onde as condições permitirem, para fornecer serviços a compatriotas em necessidade em países vizinhos”, disse Wang.

Ele disse que alguns cidadãos chineses já estão recebendo vacinas fabricadas pela China no exterior, de acordo com as leis locais.

Acrescentou que a China também disponibilizará vacinas aos atletas olímpicos e está abrindo discussões para reconhecer vacinas mutuamente com outros países, sem oferecer detalhes específicos.

A China deve sediar as Olimpíadas de Inverno de 2022, enquanto as Olimpíadas de Verão estão programadas para o Japão, ainda este ano.

A China afirmou que planeja fornecer 10 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 para o esquema global de vacinação Covax. Vacinas de empresas chinesas já estão sendo oferecidas em vários países, como Brasil, Indonésia, Turquia e Emirados Árabes Unidos.

(Reportagem de Gabriel Crossley)