Chileno é banido de estádios por 4 anos por zombar de jogador que se suicidou

AFP
(Arquivo) Foto mostra torcedores do Universidad de Chile durante partida em São Paulo, em 5 de abril de 2017
(Arquivo) Foto mostra torcedores do Universidad de Chile durante partida em São Paulo, em 5 de abril de 2017

Um torcedor da Universidad de Chile foi banido dos estádios por quatro anos após zombar do ex-jogador da rival Universidad Católica Raimundo Tupper, que se suicidou em 1995, informou nesta quarta-feira a federação local.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

Durante o 'clássico universitário' disputado no último domingo entre as duas equipes rivais, um torcedor foi flagrado usando uma máscara com a cara de Tupper com lágrimas, vestindo uma capa vermelha e uma camiseta do Super-homem, claramente para zombar do ex-jogador, que se suicidou ao se jogar de 9º andar de um hotel na Costa Rica, em 1995.

"A direção tomou a decisão de aplicar a punição máxima e, por consequência, este indivíduo está proibido por quatro anos de entrar nos espetáculos esportivos que organiza a ANFP", a Associação Nacional do Futebol chileno, explicou Hugo Muñoz, diretor da entidade.

O torcedor foi identificado graças às fotografias da imprensa e às câmeras de segurança do estádio.

Tupper, que jogava como lateral na Católica, se suicidou devido a uma depressão. Sua morte, somada à qualidade de seu futebol e sua postura leal dentro de campo -nunca foi expulso- o alçaram a ídolo da equipe.

Leia também