Chile alega irregularidade na seleção do Equador e tenta vaga na Copa do Mundo 2022

Equador e Chile pelas Eliminatórias Sul-Americanas 2022 (Twitter: CONMEBOL)


A federação de futebol do Chile entrou com ação na Fifa contra a federação equatoriana de futebol e o lateral Byron Castillo. Os chilenos denunciam que o jogador teria usado documentos falsos para comprovar a idade e a nacionalidade.

> Benzema iguala feito de Cristiano Ronaldo em Champions League

O Chile quer que o Equador perca os pontos conquistados nas Eliminatórias nos oito jogos em que Castillo esteve em campo e que os adversários ganhem os três pontos. Com isso, a seleção chilena iria para a Copa do Mundo.

De acordo com a federação chilena de futebol, o Equador concluiu que Castillo era colombiano, depois de analisar possíveis irregularidades em registros de atletas equatorianos.

- Entendemos, com base em todas as informações e documentos compilados, que os feitos são demasiado graves e devem ser investigados a fundo pela Fifa. Existem inúmeras provas de que o jogador nasceu na Colômbia, na cidade de Tumaco, no dia 25 de julho de 1995, e não em 10 de novembro de 1998, na cidade equatoriana de General Villamil Plavas - alega a ANFP, em nota.

Na classificação das Eliminatórias, Peru e Colômbia ficaram na frente do Chile, mas como Castillo não enfrentou essas duas seleções, não ganhariam os pontos. A seleção chilena entraria no lugar do Equador na Copa do Mundo, que está no Grupo A, com Qatar, Senegal e Holanda.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos