Chilavert agita redes sociais no Paraguai ao reiterar desejo de ser presidente do país

·1 minuto de leitura
José Luis Chilavert em foto de arquivo tirada em 30 de abril de 2008

O polêmico ex-goleiro da seleção paraguaia, José Luis Chilavert, incendiou as redes sociais de seu país neste sábado ao reiterar no Twitter sua intenção de aspirar à presidência do Paraguai para o período 2023-2028.

"Chila Presidente 2023. Orgulho de ser paraguaio", diz o anúncio que o ex-goleiro doe Vélez Sársfield da Argentina lançou na véspera de Natal e reiterou neste sábado, gerando um tsunami de expressões a favor e contra suas aspirações políticas.

Neste sábado, o paraguaio também respondeu a uma publicação não oficial que marcava 50% a intenção de votos em sua possível candidatura nas eleições presidenciais de 2023.

Campeão com o Vélez da Libertadores e do mundo (em 1994 contra o Milan da Itália na decisão em Tóquio), e ex-jogador do Strasbourg francês, do espanhol Zaragoza e do Peñarol do Uruguai, Chilavert já havia manifestado no passado sua intenção de disputar a presidência de seu país.

No entanto, com o anúncio do Natal, ele parece oficializar suas ambições políticas.

As reações de seus torcedores e detratores tomaram conta das redes, transformando o jogador em um dos dez primeiros 'trending topics' do Twitter no Paraguai neste sábado.

"O Paraguai é muito prejudicado por ignorantes, ladrões, duas caras e canalhas... Eu votaria em Chila. Vamos ver o que ele faz, totalmente, não podemos ficar pior...", disse um internauta (Javier Antonio Ortíz Méndez) em uma publicação do jornal ABC.

"Socorro!", disparou outro, Numa Pompilio Airaldi de la Sobera, mostrando o polêmico sentimento que ex-atleta desperta.

Em várias ocasiões, Chilavert disse que "as pessoas estão cansadas dos políticos tradicionais" e previu que ele tinha uma "vantagem sobre eles".

Embora tenha sido próximo do tradicional partido Colorado, o ex-goleiro se declara "independente".

bro/gfe/aam