Chiellini condena atos racistas contra jogadores do Napoli: 'Tive vergonha'

·1 minuto de leitura


Giorgio Chiellini, zagueiro e um dos líderes da seleção italiana, condenou as atitudes racistas da torcida da Fiorentina contra jogadores do Napoli no último final de semana. O veterano afirmou se sentir envergonhado e pediu punição aos responsáveis.

- Tive vergonha tanto como italiano quanto como toscano. A Itália nao é um país para racista. É algo inaceitável e precisamos que as leis e as regras sejam aplicadas - disse em coletiva.

> Veja a tabela do Campeonato Italiano

No último domingo, o Napoli derrotou a Fiorentina de virada por 2 a 1, em Florença, e se manteve na ponta do Campeonato Italiano. No entanto, o artilheiro Victo Osimhem, o zagueiro Koulibaly e o meia Anguissa relataram ofensas de cunho racista.

A Federação Italiana de Futebol prometeu investigações mais profundas sobre o caso. Além da entidade, a Viola e o prefeito de Florença, Dario Nardella, também condenaram os atos dos torcedores da Fiorentina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos