Chicão critica Andrés Sánchez, que vive inferno astral no Corinthians

Goal.com

A vida de Andrés Sanchez na presidência do Corinthians não está fácil, a cada dia o cartola tem que lidar com alguma bomba diferente. Desta vez, foi o ex-zagueiro alvinegro Chicão quem fez críticas à postura profissional de Andrés.

Em entrevista à FoxSports, o zagueiro falou sobre a relação que tinha com o cartola na época que jogava no Corinthians, reforçando que nunca teve desavenças profissionais com ele, porém diz ter ficado sentido com a postura de Andrés quando decidiu levar o Timão à justiça. "Não tenho nada contra, não guardo mágoa, mas é um cara que não tenho um carinho especial. Se é para fazer alguma coisa pelo clube, eu faço, por ele não", disse. 

Chicão Corinthians 06112011
Chicão Corinthians 06112011
Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Foto: © Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Chicão lembrou a entrevista do ex-companheiro de Corinthians, Alexandre Pato: "Faço das palavras do Pato, que ele disse há um tempo atrás, que nem tudo o que ele (Andrés) fala é verdade. Eu nunca tive nada com ele, se eu tivesse, falaria agora. Nunca tive desavença com ele, mas tenho certeza que ele lembrou dessa ação e falou aquilo".

A ação, várias vezes mencionada por Chicão, diz respeito à cobrança de direitos de arena que o zagueiro entrou no Tribunal Superior do Trabalho, contra o Corinthians. "Já procurei pessoas do clube para conversar sobre isso, e não deram atenção, não falaram nada. Fui procurar os meus direitos”, disse o ex-jogador.

Enquanto enfrenta as críticas de ex-corinthianos, Andrés também lida com uma forte crise financeira que o Corinthians vive, além dos problemas políticos, que culminaram no desejo da oposição de pedir seu impeachment do cargo presidencial do alvinegro.

O exercício da Andrés no comando do Timão já era bastante criticado, e a situação só piorou com as enormes dívidas do clube, que está no vermelho. Aguardando a aprovação de suas contas por parte do Conselho Deliberativo, o balanço obrigatório não foi publicado pelo Corinthians que, ainda assim, entrou na lista dos clube mais devedores

Assim, sem as contas aprovadas, Andrés poderia passar por um processo de impeachment e, para evitar isso, o presidente já declarou a possibilidade de antecipar as eleições em caso de desaprovação dos gastos. 

Leia também