Com um a mais, Chelsea vence United e vai à semi da Copa da Inglaterra

O Chelsea contou com o apoio da torcida e com uma expulsão do Manchester United, nesta segunda-feira, no Stamford Bridge, para vencer por 1 a 0 e avançar na Copa da Inglaterra. Depois de um primeiro tempo equilibrado, os Diabos Vermelhos viram o volante Ander Herrera receber o segundo cartão amarelo ainda na primeira etapa, foram superados com gol de Kanté no começo da segunda e não conseguiram correr atrás do resultado.

Logo após o jogo deste começo de semana, foi realizado um sorteio para definir o confronto das semifinais. Último semifinalista a se confirmar, o Chelsea realiza um clássico contra o Tottenham pela próxima fase, enquanto Arsenal e Manchester City decidem a outra vaga na decisão.

Depois deste compromisso pela FA Cup, as equipes voltam as atenções para o Campeonato Inglês. Líder absoluto com 66 pontos, 56 à frente do vice-líder Tottenham, o time comandado por Antonio Conte visita o Stoke City no próximo sábado, enquanto, no domingo, a equipe de José Mourinho, sexta colocada com 49 pontos, joga fora de casa contra o Middlesbrough. Antes disso, porém, o time de Manchester tem entra em campo pelas oitavas de final da Liga Europa já nesta quinta, quando recebe o Rostov no Old Trafford, depois de empatar o primeiro duelo em 1 a 1.

Jogo equilibrado e expulsão de jogador do United

Desde os minutos iniciais, o duelo foi marcado por muito equilíbrio. O Manchester United, porém, foi o time que arriscou mais, aplicando marcação pressão, e teve a primeira grande chance de marcar. Logo aos dois minutos, em cobrança de escanteio, o meia Henrikh Mkhitaryan cruzou na cabeça do zagueiro Rojo, que foi mal e mandou para fora.

Com o decorrer da primeira etapa, o ímpeto dos Diabos Vermelhos acabou diminuindo e o Chelsea começou a apresentar perigo, principalmente com as jogas individuais do atacante Eden Hazard. A habilidade de belga, porém, acabou sendo parada por uma série de faltas.

As duras jogadas do United, porém, acabaram sendo responsáveis pelo lance capital da primeira etapa. Depois de trombar com Hazard aos 20 minutos e receber cartão amarelo, o volante Ander Herrera fez nova falta no belga aos 35, recebeu outro cartão e foi expulso, desfalcando os visitantes.

Chelsea pressiona com um a mais e decide

Diferente dos minutos finais do primeiro tempo, o Chelsea conseguiu aproveitar a vantagem numérica logo na volta do intervalo e, enfim, abriu o placar. Depois de rondar a área do United, Kanté tentou arriscar de longe aos seis minutos e acertou um lindo chute, no canto direito do goleiro David De Gea, que fez boas defesas, mas não evitou a bomba de fora da área.

Depois de sair à frente, os Blues passaram a dominar e trabalhar em cima do homem a mais. Apesar da intensa troca de passes e das bolas trabalhadas pelos donos da casa, porém, foram os Diabos Vermelhos que quase balançaram as redes, contando com todo o talento do jovem Marcus Rashford. Escalado no lugar de Zlatan Ibrahimovic, suspenso, o atacante camisa 19 arrancou, entrou na área, driblou um defensor, mas parou em grande defesa de Thibaut Courtois.

Melhor no duelo, o Chelsea não demorou para responder, mas Diego Costa acabou perdendo uma chance que não costuma perder. Após cobrança de escanteio aos 15 minutos, o centroavante subiu sozinho, mas não pegou em cheio; a bola resvalou na sua cabeça, tocou em seu umbro e saiu pela linha de fundo.

Com o final do confronto se aproximando, os Diabos Vermelhos tentaram um último suspiro, foram para cima, mas não conseguiram marcar. Por outro lado, os Blues tiveram algumas oportunidades de matar o duelo no contra-ataque, mas De Gea brilhou de novo e a contagem mínima se estendeu até o final.