Chelsea sonha com Sancho e Werner, mas terá de frear ansiedade para reforçar ataque

Goal.com

Com a possibilidade de perder atacantes na janela de inverno europeia (janeiro), o Chelsea está de olho no mercado para reforçar seu setor ofensivo e tem dois nomes no topo de sua lista: Jadon Sancho e Timo Werner. 

Atualmente no Borussia Dortmund, Sancho possui contrato de longo prazo com o clube alemão, que pretende mantê-lo, aos menos, até o final desta temporada.

Já Timo Werner sonha em conquistar o título da Bundesliga com o RB Leipzig e teria avisado que conversaria com qualquer clube somente após a Eurocopa 2020. Aos 23 anos, o atacante marcou 18 gols na primeira metade da temporada e acredita que não seria o momento de trocar de clube.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Timo Werner RB LEipzig
Timo Werner RB LEipzig

(Foto: Getty Images)

Além disso, há uma cláusula de liberação no contrato de Wener, que o deixaria mais "barato" após o fim da temporada.

Os Blues podem perder Giroud, que interessa à Inter de Milão, enquanto Pedro tem propostas do New York City FC, e Inter Miami, ambos da MLS, nos Estados Unidos.

Caso receba respostas de Sancho e Werner para aguardar realmente até o fim da temporada, o Chelsea trabalha ainda com outros nomes, como o de Wilfred Zaha, do Crystal Palace. O clube pode oferecer até 80 milhões de libras para contratar o jogador.

Alguns outros jogadores que seguem na lista dos Blues é Samuel Chukwueze, do Villarreal, e Fyodor Chalov, do CSKA de Moscou. 

Baixas na defesa

O Chelsea pode perder ainda dois laterais-esquerdos: Marcos Alonso e Emerson Palmieri. O espanhol estaria negociando com a Inter de Milão para voltar a ser comandado por Antonio Conte, enquanto o ítalo-brasileiro poderia estar voltando ao futebol italiano, com a Juventus sendo uma das equipes interessadas.

Se perder um ou os dois jogadores, os Blues podem fazer valer a cláusula de recompra Nathan Ake, do Bournemouth, avaliada em £40 milhões.  

Leia também