Chelsea não cortará salários de jogadores e sugere doações


Em nota oficial, o Chelsea informou que não cortará o salário de seus jogadores. Ao invés disso, os Blues pediram aos atletas que doem seus vencimentos para colaborar no combate ao coronavírus.

"O clube pode confirmar que não aproveitaremos o atual esquema de retenção de empregos para coronavírus do governo, que termina em 30 de junho. Não estamos planejando nenhum despedimento geral ou licença para nossa equipe de tempo integral que continua recebendo 100% de seus salários atuais", diz o comunicado.

Os Blues também fizeram uma parceria com uma instituição de caridade britânica. O objetivo é aumentar a conscientização e arrecadar dinheiro para apoiar mulheres e crianças vítimas de abuso doméstico durante a pandemia.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também