Chelsea campeão e Liverpool rebaixado? Aconteceu, mas no campeonato feminino

Goal.com

Ao contrário da Premier League, que já tem data certa para retornar, ainda no mês de junho, a Football Association (FA), entidade que controla o futebol na Inglaterra, resolveu cancelar a Superliga Feminina pelo restante da temporada. 

Com isso, o Chelsea, que estava com 39 pontos, foi confirmado como o campeão da competição. O segundo lugar ficou com o Manchester City, com 40 pontos. Estranhou o segundo colocado ter mais pontos do que o primeiro? Isso aconteceu porque o cálculo utilizado não foi a pontuação total, e sim uma média de pontos por jogo. Como os Blues tinham um jogo a menos do que seu concorrente, acabaram levando o título da temporada 2019/20.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Na parte de baixo da tabela, o Liverpool, que está prestes a ganhar a tão sonhada Premier League no masculino, foi rebaixado após ocupar a lanterna da competição. Essa foi a primeira vez desde 2011, ano em que o campeonato foi criado, que os Reds descem para a segunda divisão.

Por outro lado, o Aston Villa conseguiu a vaga de acesso para a elite do futebol feminino inglês. O clube de Birmingham estava invicto até a parada do futebol, seis pontos pontos à frente do segundo colocado. Essa será a primeira vez que a equipe chega à primeira divisão.

O Manchester City, que estava em primeiro lugar até a paralisação do futebol, e só não foi campeão pelo sistema de pontos por jogo, termina entre os dois primeiros colocados pela quinta temporada consecutiva e ficou com a segunda vaga para a Champions League Feminina. Assim, o Arsenal, terceiro colocado, ficará sem competições europeias na próxima temporada. 

"Em primeiro lugar, gostaria de agradecer aos clubes pela colaboração e apoio contínuos durante esse período”, disse Kelly Simmons, diretora de futebol profissional da FA. "Eles desempenharam um papel crucial para ajudar a moldar o processo de tomada de decisão”.

“Embora a temporada 2019/20 tenha sido prematuramente reduzida, foi uma campanha muito disputada e seu sucesso é merecido, com o resultado baseado em mérito esportivo”, destacou.

A Football Association também confirmou que o retorno da FA Cup Feminina, que está nas quartas de final, ainda está em revisão. A entidade deve tomar uma decisão sobre o futuro da competição até o final deste mês.

Leia também