Chelsea abre 13 pontos com gol de Cahill no fim contra o Stoke

(Reuters) - Líder isolado do Campeonato Inglês, o Chelsea continua impecável, abrindo 13 pontos de vantagem na ponta, graças a um gol de Gary Cahill marcado no fim da vitória por 2 x 1 sobre o Stoke City, neste sábado. 

Mesmo sem o machucado Eden Hazard, os homens de Antonio Conte, que perderam apenas um jogo em 2017, triunfaram mais uma vez quando Cahill marcou a três minutos do fim do jogo, compensando o pênalti cometido no primeiro tempo.

Com apenas 10 jogos faltando, parece muito improvável que o líder possa ser alcançado e a celebração no fim de um jogo difícil sugere que a equipe acredita que esta pode ter sido a vitória que assegurou a conquista do título. 

Não que Conte estava remotamente considerando qualquer complacência. "Precisamos de 21 pontos para conquistar o título. Foi uma grande vitória, um bom sinal, mas é importante continuar com o mesmo compromisso e trabalho como time", disse à BBC.

No entanto, outros pensam que o título já está definido. "O título é do Chelsea agora e você pode ver isso pelas comemorações, nós corremos perto deles", disse o técnico do Stoke, Mark Hughes.

O Chelsea parecia encaminhar uma tarde confortável quando Willian marcou, cobrando falta, aos 13 minutos, colocando a bola na rede depois de um erro do goleiro do Stoke, Lee Grant, que desviou a bola para dentro do próprio gol.

Mas o Stoke respondeu quando Jon Walters, derrubado por Cahill, converteu o pênalti, a sete minutos do intervalo. 

Diego Costa envolveu-se em conflitos com defensores do Stoke, que pareceram dar corda para o volátil atacante, que passava por uma tarde frustrante na busca pelo seu 50º gol na Premier League.

Tendo recebido um cartão amarelo, ele também esteve envolvido em incidentes que terminaram com advertências para Bruno Martins Indi e Phil Bardsley.