Cheio de desfalques na reta final, Fluminense busca soluções no banco para confirmar vaga na Libertadores

·4 min de leitura


Próximo de confirmar a vaga em mais uma Libertadores, o Fluminense convive com problemas físicos no elenco na reta final da temporada. Neste domingo, contra o Bahia, às 16h, na Arena Fonte Nova, o Tricolor ganhou os desfalques de Marlon e Calegari, que se juntam ao suspenso David Braz, além de Nino, John Kennedy e Martinelli, todos fora por lesão.

Seja com mais jovens ou mais experientes, o técnico Marcão precisará encontrar no banco a solução para concluir o objetivo do Tricolor. O jogo, pela 37ª rodada do Brasileirão, tem transmissão em tempo real do LANCE!.

Com relação aos zagueiros, o Flu tem opções mais equilibradas. Sem Nino, chegando a três rodadas fora, e David Braz, que até pouco tempo atrás era a quarta opção, Luccas Claro e Manoel formam a dupla titular. Ao longo do ano, o defensor que conquistou a medalha de ouro com a Seleção Brasileira na Olimpíada de Tóquio esteve ausente, além do período dos Jogos, quando levou uma pancada no olho e agora, com lesão detectada na coxa esquerda.

Veja a tabela do Brasileirão

Em 35 jogos que disputou, entre Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil, Nino teve 2 vitórias, 13 empates e nove derrotas. No período, a equipe sofreu 39 gols, mas o camisa 33 marcou três para o Flu. Já Manoel, o substituto preferido de Roger Machado e Marcão, fez jus à oportunidade e demonstrou segurança, agradando a torcida e comissão técnica. Nos 11 jogos em que substituiu o titular, a defesa foi vazada sete vezes e o time teve três derrotas. Porém, uma teve sua participação direta: no duelo contra o Palmeiras, o jogador marcou um gol contra. Na última rodada, marcou seu segundo gol com a camisa tricolor.

Na lateral-esquerda, setor que gerou mais debates ao longo da temporada, o contestado Danilo Barcelos deve retornar ao time titular para substituir Marlon, que agora tenta se recuperar a tempo da última rodada. Vale lembrar que Egídio está treinando com o grupo, mas não é nem relacionado desde o dia 2 de setembro. Em fim de contrato, ele não fica para a próxima temporada e não vem sendo utilizado.

MEIO-CAMPISTAS EM DISPUTA

Outro que segue fora é Martinelli. Titular em boa parte da temporada e considerado um dos mais talentosos de sua geração de Xerém, o volante participou de 53 dos 78 jogos do Fluminense, somando 23 vitórias, 14 empates e 15 derrotas. Ele, porém, não joga desde a 34ª rodada pois sentiu uma lesão na coxa esquerda. Um nome que poderia ser opção, como tem sido, é Calegari, mas o jovem tem um quadro de virose e, portanto, também está fora. Mesmo assim, o titular seria Wellington, que ganhou a confiança de Marcão.

Último reforço da temporada, Nonato agradou a comissão técnica nas oportunidades que teve e se tornou primeira opção para o meio na hora das substituições. O volante participou de 19 jogos pelo Flu, e viveu sete vitórias, quatro empates e oito derrotas em campo. A segurança e boa visão de jogo renderam uma assistência neste curto período. Em alguns duelos, Marcão chegou a colocá-lo como titular no lugar de Martinelli.

ATAQUE

Contestado e irregular ao longo do ano, o ataque do Fluminense vem se fazendo mais presente nas últimas partidas, especialmente com os gols de Fred. Uma ausência sentida, porém, é de John Kennedy. Destaque no sub-20 e profissional, o jovem conquistou a arquibancada pelo estilo de jogo. Contudo, demorou até ter chances e sequência. Somando Carioca, Brasileiro e Copa do Brasil, o Moleque de Xerém participou de 22 jogos, com 794 minutos. Ele marcou quatro gols em 11 derrotas, três empates e oito vitórias do Flu.

Alternando entre a ponta e o centro do setor ofensivo, o bom posicionamento e velocidade se tornaram marcas do jovem. No clássico contra o Flamengo, o 'Carrasco' foi decisivo ao marcar dois dos três gols da vitória. Contudo, o atacante sentiu dores na coxa e está afastado desde a 33ª rodada.

Quem não vem ganhando muitos minutos é Abel Hernández. Ao longo do mês de novembro, ele somou apenas 64 minutos em campo e ficou fora da derrota para o Atlético-MG após sentir dores no tendão de Aquiles no treino. O uruguaio, porém, deve retornar. Ele, assim como Raúl Bobadilla, que ficou um período sem ser utilizado, mas retornou por conta das lesões, está em fim de contrato e não deve renovar.

Desta forma, Marcão segue em busca das melhores opções para preencher as lacunas na escalação. O Fluminense encara o Bahia às 16h, na Arena Fonte Nova, em jogo válido pela 37a rodada do Brasileiro. O Tricolor carioca precisa vencer pelo menos um dos dois jogos restantes para se garantir no mínimo na zona de disputa das primeiras fases da Libertadores.

*Estagiária sob a supervisão de Luiza Sá

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos