Chefe no Milan, Leonardo pensa em Paquetá e Maidana para 2019

Yahoo Esportes

Novo diretor esportivo do Milan, Leonardo não conseguiu contratar qualquer jogador brasileiro antes do fechamento da janela de transferências no Calcio – ele teve menos de um mês para fechar reforços, entre o anúncio de sua volta ao clube rossonero, em 26 de julho, e o fim do período para aquisições, em 17 de agosto. Mas o dirigente deve mirar suas atenções para o Brasil no mercado de inverno.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

O Blog apurou que dois atletas têm chamado atenção de Léo: o meia Lucas Paquetá, do Flamengo, e o zagueiro Iago Maidana, que está emprestado pelo São Paulo ao Atlético-MG. O nome de Paquetá já foi discutido recentemente na Roma e na Juventus, porém ambos se assustaram com a informação de que o Flamengo só aceitaria liberá-lo pelo valor da multa rescisória, de € 50 milhões (R$ 233,4 milhões).

O Milan teria a seu favor a presença de Leonardo para ganhar o duelo com os rivais numa eventual dividida. Além da mesma nacionalidade de Paquetá, o novo diretor ainda conta com a boa relação com os rubro-negros, onde inclusive já foi especulado para trabalhar recentemente.

O interesse em Maidana já chegou aos ouvidos de pessoas próximas ao defensor, de 22 anos. E sabe-se que o São Paulo tem o maior interesse em vendê-lo já, ainda que seu atleta só possa se transferir em definitivo a partir de janeiro.

Tudo por causa do contrato entre Tricolor e Atlético-MG. O vínculo de Maidana com o São Paulo terminaria em setembro e, no acordo para sua transferência a Belo Horizonte, ficou combinado que os paulistas embolsariam a maior fatia em caso de uma venda por esses dias. A partir de setembro, cresce o percentual do Galo numa negociação, com acréscimo ainda maior em janeiro de 2019.

Vale lembrar que Leonardo tem um de seus melhores amigos no São Paulo: Raí. Depois de atuarem juntos como atletas, eles fundaram a fundação “Gol de Letra” quando decidiram pendurar as chuteiras. E hoje ocupam cargos parecidos.

Maidana virou titular do Atlético-MG depois da Copa do Mundo e recebeu inúmeros elogios após a vitória por 3 a 0 em cima do Botafogo, no Rio de Janeiro. O fato de estar tirando passaporte também pode valorizá-lo. A expectativa é de que ele já tenha o documento até o fim do ano, ou seja, não ocuparia a vaga de estrangeiro.

Leia mais:
– Ex-jogador diz que mãe foi sacrificada para o bem de sua carreira
– Gum parabeniza atuação do VAR, que não está sendo usado no Brasileirão
– Hernâni comemora virada improvável do Zenit

2 Minutos com Nicola – Copa do Brasil ou Libertadores?

Leia também