Charles do Bronx revela que choro do pai foi a parte mais difícil após perda do cinturão

Charles do Bronx perdeu o cinturão por não atingir o peso necessário da categoria (Foto: Divulgação / UFC)


O lutador Charles do Bronx ficou aliviado após vencer o americano Justin Gaethje na luta principal do UFC 274, no último sábado (7). Ele concedeu entrevista ao canal Combate após o evento e falou sobre sua vitória, mas chamou atenção para o período mais complicado da semana: ver o choro de seu pai depois perder o cinturão.

- O mais difícil foi escutar o meu pai chorar. Foi a parte mais difícil. Mas nós somos um time e uma família gigante. Eles souberam me acalmar e dizer o tempo inteiro que o campeão tem nome, e é Charles Oliveira.

O brasileiro era o detentor do cinturão de peso-leve do UFC até a pesagem em Phoenix, nos EUA, na última sexta-feira (6). Na ocasião, do Bronx não atingiu o limite de 70,3kg para lutas válidas pela categoria e acabou sendo destituído do posto, que permanece vago.

- Nós batemos o peso na quinta-feira, temos a maior certeza disso, mas infelizmente deu no que deu - lamentou Charles.

Após o ocorrido, do Bronx finalizou Justin Gaethje aos 3min22s do primeiro round. Ele conseguiu sua 16ª finalização, a 19ª vitória por via rápida (nocaute ou finalização), recordes do UFC.

- O que eu vim para fazer, eu fiz. Aumentamos mais uma vez a sequência de vitórias e de finalizações, e vamos continuar nesse hype. Eu vou continuar dizendo: ele vão falar e eu vou vir aqui e fazer. Eles vão falar que eu vou desistir, e eu vou mostrar que não. Tomei três knockdowns seguidos, levantei, dei o knockdown e finalizei. O que eles vão falar mais? Dessa vez foi a balança. Da próxima vez eles vão me amarrar pra ver se eu não venho pra luta - disse o brasileiro, relacionando a importância da vitória do último sábado e o ocorrido na pesagem.

E Charles do Bronx, que tem 11 vitórias e não sabe o que é ser derrotado desde 2017, parece já ter definido seu próximo adversário: o polêmico Conor McGregor. O irlandês, ex-campeão do peso-leve e peso-pena do UFC, já aceitou a proposta. Além deste desafio, o brasileiro também vai em busca da retomada do cinturão vago em sua categoria (peso-leve).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos