Chapecoense vence o CSA e dispara na liderança da Série B

Futebol Latino
·2 minuto de leitura


Medindo forças pelo Campeonato Brasileiro da Série B, CSA e Chapecoense entraram em campo na noite desta terça-feira (10), pela 21ª rodada, no estádio Rei Pelé.

Com o resultado de 1 a 0, o time catarinense chegou aos 45 pontos, abrindo boa vantagem na liderança. Já o clube alagoano, com o tropeço em casa, acabou parando na 8ª colocação com seus 28 pontos.

O jogo

Jogando sob seus domínios, a equipe do CSA iniciou o confronto com uma marcação alta, dificultando a saída de bola da Chapecoense. Sendo assim, o time catarinense pouco conseguia aparecer em seu campo de ataque, porém, por outro lado, o Azulão não quis saber e, aos 13 minutos, Rodrigo Pimpão já assustou o goleiro João Ricardo, passando muito perto da trave.

Percebendo o adversário melhor em campo, o time catarinense, minutos mais tarde, passou a valorizar mais a posse de bola, buscando espaços. No entanto, sem conseguir criar muito, eram poucos os lances de perigo, com exceção o de Anselmo Ramon, aos 35, que mandou uma bomba para a defesa de Matheus Mendes.

Até os acréscimos, o panorama do confronto seguiu igual, dando a deixa para arbitragem colocar um ponto final na etapa.

Já no segundo tempo, a Chape voltou com uma postura mais ofensiva. Com isso, logo aos 7 minutos, em jogada iniciada com Paulinho Moccelin, o atacante viu seu companheiro de time Anselmo Ramon em boas condições, fazendo com que o camisa 9, de cara com o goleiro, mandasse a bola para o fundo das redes. 1 a 0.

Vendo sua equipe em desvantagem, o técnico Mozart então optou por algumas mudanças, aumentando seu poder de ataque colocando Rone e Pedro Júnior, nos lugares de Pedro Lucas e Andrigo, respectivamente.

No entanto, Umberto Louzer não ficou para trás e também acabou recuando aos seus suplentes. Sendo assim, até meados dos 40 minutos, sua equipe seguia melhor em campo conseguindo criar chances claras de gol, como as de Anselmo Ramon e Mike.

Com o tempo passando, já nos acréscimos, o CSA bem que tentou arriscar suas últimas fichas em busca de um tento de empate. No entanto, a equipe catarinense administrou bem o tempo até o apito final do árbitro no Rei Pelé.