Chapecoense oficializa a demissão de Mozart Santos


A quinta-feira da Chapecoense está agitada. Um dia após ser derrotada na final do Catarinense, a diretoria se reuniu com o técnico Mozart e demitiu o profissional.

Apesar de dirigir o time em oito oportunidades, a pressão da torcida e os protestos na Arena Condá pesaram na conta do treinador.

Contratado para substituir Umberto Louzer, Mozart pegou a equipe no mata-mata do estadual e preparava o elenco de olho no Campeonato Brasileiro.

No total, Mozart deixa a Chapecoense com três vitórias, três empates e duas derrotas, justamente na decisão do estadual.