Chapecoense e Nacional voltam a medir forças no embolado Grupo 7 da Libertadores

Jogador Luiz Otávio da Chapecoense comemora gol contra o Atlético Nacional, em Chapecó, em 4 de abril de 2017

A Chapecoense voltará a enfrentar o Nacional, desta vez no Uruguai, nesta quinta-feira, após as duas equipes empataram na semana passada (1-1), em Chapecó, num duelo que valerá ao vencedor do confronto a liderança do embolado e indefinido Grupo 7 da Copa Libertadores.

As duas equipes estão empatadas com 4 pontos, com uma vitória, um empate e uma derrota até aqui na competição continental, mas o Nacional leva vantagem no saldo de gol e aparece na segunda colocação, atrás do líder argentino Lanús.

O Nacional precisou lidar na última quinta-feira com a carga emocional que rodeia a Chape, depois da tragédia aérea que sofreu o clube de Santa Catarina em novembro do ano passado, em Medellín.

Com o continente todo de olho na Arena Condá de Chapecó, o Nacional arrancou um valioso empate em 1 a 1, conseguindo deixar de lado a ansiedade e segurar o ímpeto brasileiro, que jogou diante de sua torcida.

A equipe uruguaia, líder do campeonato local, imagina que o jogo de volta contra a Chapecoense será tão difícil como a ida.

A Chape chega motivada ao duelo no Parque Central de Montevidéu, com a classificação à final do Campeonato Catarinense conquistada no fim de semana. Na decisão, enfrentará o rival Avaí.

A pressão sobre a Chape, porém, aumentou na Libertadores com a goleada de 5 a 0 do Lanús sobre o lanterninha da chave, o Zulia, da Venezuela, que tem 3 pontos.

O empate com o Nacional na semana passada foi insuficiente para a Chape, que, na 3ª colocação do grupo, precisará buscar vitórias no Uruguai e na Argentina e se quiser seguir sonhando com a classificação às oitavas de final da Libertadores.

Além do empate com o Nacional, a Chape venceu o Zulia (2-1) na estreia no Grupo 7, mas foi derrotado pelo Lanús em Chapecó (3-1), enquanto o Nacional derrotou o time argentino (1-0) e perdeu para o Zulia (1-0).

A partida será realizada no estádio Gran Parque central de Montevidéu, casa do Nacional, às 19h30, horário de Brasília, e será comandado por um trio de arbitragem paraguaio: Eber Aquino será o juiz e contará com Rodney Aquino e Darío Gagna como assistentes.

- Prováveis escalações:

Nacional: Esteban Conde - Jorge Fucile (o Sergio Otálvaro), Diego Polenta, Rafael García, Alfonso Espino - Santiago Romero, Gonzalo Porras (ou Sebastián Rodríguez), Alvaro González, Kevin Ramírez - Hugo Silveira e Rodrigo Aguirre. T: Martín Lasarte.

Chapecoense: Artur Moraes - Apodi, Luiz Otavio, Nathan Cardoso, Reinaldo - Andrei Girotto, Luiz Antonio, Joao Pedro - Rossi, Wellington Paulista e Arthur Caike. T: Vagner Mancini.