Chapecoense faz jogo duro, e Botafogo descarta Anselmo Ramon

·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O Botafogo perdeu o principal alvo para reforçar o ataque. A Chapecoense fez jogo duro e encaminhou a permanência de Anselmo Ramon para a temporada 2021. O jogador era o Plano A do Alvinegro para assumir o comando do sistema ofensivo visando a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

O Glorioso e o jogador já haviam acertado termos pessoas - como salários e tempo de contrato -, mas o clube não chegou em um consenso com a Chapecoense. A Chapecoense tinha uma dívida com Anselmo Ramon por conta de salários atrasados e o Botafogo esperava que isso pesasse por uma possível liberação, o que não aconteceu.

Com a indefinição por parte de Anselmo com relação à dívida por parte do Verdão D'Oeste, a negociação já havia esfriado nos últimos dias. A Chapecoense fez questão de "bater o martelo", sinalizando com a permanência do jogador para a disputa da Série A.

Anselmo Ramon foi um nome na pauta do Botafogo por mais de um mês. O clube de General Severiano chegou a sondar Bruno Mezenga, da Ferroviária, mas ele também possui situações encaminhadas com outras equipes.

Com menos de duas semanas para o início da Série B, o Botafogo entende que precisa contratar um atacante de mais experiência para fazer companhia a Rafael Navarro e Matheus Nascimento. O clube corre contra o tempo para tentar achar um nome.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos