Chapecoense anuncia fim do contrato com a Caixa Econômica Federal

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em nota publicada na tarde desta sexta-feira (10), a Chapecoense informou que não renovará o contrato com a Caixa Econômica Federal, e encerrou parceria de três anos com o banco.

A estatal foi a principal patrocinadora do clube até 2016.

No dia 24 de fevereiro, a Chapecoense oficializou o acordo com a Aurora, terceiro maior grupo da indústria de carnes do país. A reportagem apurou que a empresa dobrará o valor pago até 2016 pela Caixa, e deverá desembolsar aproximadamente R$ 8 milhões por ano para expor sua marca no espaço mais nobre do uniforme e nas mangas.

A Chapecoense negociava a renovação de contrato com a Caixa. A proposta é que a marca do banco ficasse nas costas e nas omoplatas. O clube desejava receber aproximadamente R$ 4 milhões por ano, valor do contrato antigo, quando a marca era estampada no peito e nas costas do uniforme.

A estatal ofereceu R$ 6 milhões para a equipe catarinense para continuar como patrocinador principal, mas o valor não foi aceito.

Após o acidente aéreo com o avião que levava a equipe para disputar a final da Copa Sul-Americana na Colômbia, que deixou 71 mortos em novembro de 2016, a Chapecoense viu a valorização de sua marca em virtude da atenção midiática internacional que recebeu.

Neste ano, o clube disputará pelo menos seis competições: Copa Primeira Liga, Campeonato Catarinense, Copa Libertadores, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Recopa Sul-Americana, além do Troféu Joan Gamper -amistoso com o Barcelona.