Chapecoense 1 x 3 Lanús: Chape leva a virada e frustra torcida que compareceu à Arena Condá

Arena Condá lotada, apresentação do novo uniforme e a presença de Jackson Follmann em um dos camarotes do estádio. O primeiro jogo da Chapecoense como mandante na Copa Libertadores tinha tudo para ser uma verdadeira festa. Mas o que aconteceu em campo não agradou ao público presente. A equipe perdeu por 3 a 1 para o Lanús.

Torcida Chapecoense Lanus Copa Libertadores 16032017


Torcida da Chape lotou a Arena Condá nesta quinta-feira (Foto: NELSON ALMEIDA/AFP/Getty Images)

O resultado, construído com gols de Rossi para o mandante e Nicolás Aguirre, José Sand e Lautaro Acosta para o visitante, deixa os argentinos na primeira colocação por conta do saldo de gols. A Chape, com o mesmo número de pontos do líder, é a lanterna pelo mesmo critério.

Os primeiros 45 minutos foram dominados pela Chapecoense. Apesar da troca de passes dos meio-campistas, a equipe encontrou dificuldade na definição e acabou cedendo alguns espaços para o Lanús. O time argentino tentou matar o duelo com José Sand, mas esbarrou na forte marcação defensiva e nas boas defesas de Artur Moraes.

Rossi Chapecoense Lanus Copa Libertadores 16032017


Rossi fez o único gol da Chapecoense na derrota para o Lanús (Foto: Getty Images)

Os gols da partida só aconteceram na volta do intervalo. Rossi aproveitou finalização fraca de João Pedro, invadiu a área e tocou na saída de Andrada para abrir o placar. A euforia tomou conta de Chapecó, mas durou apenas três minutos, tempo suficiente para Nicolás Aguirre empatar. José Sand marcou de pênalti e Acosta findou qualquer possibilidade de reação do mandante.